Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





A mamã é médica #2

por Teresa Mendonça, em 06.12.12

Um leitor escreveu: "Agora fiquei cheia de dúvidas... Leite magro para crianças?!? Os filhotes aqui comem pouca gordura, nada de manteigas, margarinas ou queijos gordos, mas a gordura do leite não é importante para o armazenamento do cálcio no organismo? O leite e iogurtes para crianças não devem ser meio-gordo? Os iogurtes magros (excepto os naturais) têm adoçantes artificiais e sempre pensei que não era recomendável para crianças. Isso é mentira?"

Então vamos lá ver. A gordura fornece energia, ácidos gordos essenciais e é imprescindível à absorção de vitaminas lipossolúveis. Portanto, é importante que as crianças em fase de rápido crescimento e  desenvolvimento hormonal e cerebral consumam gorduras. É no tipo de gorduras que elas devem consumir que está o busílis. E na sua quantidade, que varia com a idade e com a actividade da criança. 

O leite de vaca contém três vezes mais gordura do que o leite materno (esse, sim, é produzido com a quantidade ajustada às necessidades da criança), e não estamos a falar, na sua maioria, da gordura "boa", insaturada, que podemos encontrar nos azeites vegetais, frutos secos e peixes gordos. Uma criança com 2-8 anos deve beber em média dois copos de leite (ou o equivalente em derivados) por dia, e entre os 9-18 anos três copos de leite para suprir as suas necessidades.

Quando falava dos lanches dos miúdos para a escola, referia-me às crianças em idade escolar (com mais de 5 anos). A partir dos 5 anos, se as crianças tiverem uma alimentação variada que inclua as gorduras "boas", devemos limitar as gorduras saturadas e as provenientes do leite, bastando-lhes consumir leite magro. Por as necessidades nutricionais serem diferentes, até aos dois anos não se recomenda leite com restrição de gordura, e dos 2 aos 5 o leite consumido deve ser meio-gordo.

Em relação aos iogurtes, estes devem ser magros (excepto para as crianças até aos 5 anos, na lógica do que escrevi para o leite) e de preferência sem adição de açúcar. Os adoçantes, quando ingeridos nas quantidades habituais, não provocam qualquer doença. No máximo, a sua ingestão aumenta a vontade de consumir mais alimentos doces. No entanto, deve-se, por regra, ler com atenção os ingredientes e a tabela nutricional de cada produto, e depois escolher o que tiver menos açúcar, mais cálcio, não incluir aditivos (nomeadamente corantes artificiais, conservantes ou adoçantes) e de preferência ser de tipo "bio"(com lactobacilos de diversos tipos). O ideal é mesmo o iogurte natural magro não açucarado. Mas  é importante ter em conta o paladar de cada criança.

Uma boa dica para os miúdos que não estão habituados ao sabor do iogurte natural magro é juntar fruta fresca, frutos secos ou muesli. Há combinações infindáveis, que dão para surpreender os miúdos todos os dias. A nossa Carolina, por exemplo, é fã de diospiro (bem maduro) misturado com iogurte natural. E lá vai ela de tupperware e colher (todos coloridos, é claro, para dar estilo) para a escola. 

No entanto, como pode imaginar, há múltiplas opiniões sobre o assunto e cada criança tem particularidades que só o seu pediatra ou nutricionista pode avaliar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:28


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.12.2012 às 23:22

Fiquei esclarecida.
Como eu acrescento à massa dos pães que confeciono ou frutos secos (nozes) ou sementes (girassol, sésamo ou linhaça), posso, afinal, prescindir do leite/iogurte natural m/gordo na alimentação do filhote mais velho.
Obrigada pela resposta cheia de conteúdo.
Sem imagem de perfil

De MarianaS a 06.12.2012 às 19:09

Belas dicas, obrigada! :)

Comentar post




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D