Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Lolita nas paredes

por João Miguel Tavares, em 28.08.13
O Lolita de Nabokov é um eterno espectro sobre a cabeça da humanidade, um livro onde a absoluta imoralidade é elevada à condição de arte (Pedro Almodóvar fez o mesmo connosco em Fala com Ela, onde a violação de uma mulher em estado de coma é transformada à nossa frente num profundo acto de amor). Agora, um novo livro, chamado Lolita - The Story of a Cover Girl: Vladimir Nabokov's Novel in Art and Design (sai dentro de dois dias e já está disponível em pre-order na Amazon inglesa), analisa as subtilezas do tratamento gráfico que as capas do livro foram tendo ao longo do tempo, e convoca uma série de designers para fazerem novas propostas para o livro de Nabokov. Há várias ideias originais, mas uma delas é do outro mundo, e talvez seja mesmo a primeira vez que uma capa está à altura da obra-prima original. É assinada pelo designer britânico Jamie Keenan:


Quão pervertido é preciso alguém ser para ver as pernas e as cuecas de uma miúda de 12 anos no canto de um quarto? Não faço ideia. Mas posso garantir-vos que nunca mais vou olhar para um tecto da mesma forma. A melhor arte é isso, suponho eu - altera-nos a forma como vemos certas parcelas do mundo. Já encomendei o livro, como é óbvio. E vou passar a seguir o trabalho deste senhor Keenan com a maior atenção.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:13


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Viajante a 29.08.2013 às 12:41

Posso corrigir: para ser arte talvez não tenham que lá estar, mas na minha opinião essa é a arte que perdura e nos marca mais. Aquilo que hoje em dia são obras clássicas e conhecidas de todos, quantas na altura não foram polémicas ou mesmo ignoradas e desprezadas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2013 às 10:36

Qualquer tentativa de chamar arte à taradisse sexual só pode descambar em imoralidade.
Sem imagem de perfil

De Woman Once a Bird a 29.08.2013 às 00:19

Associado ao livro em questão, não sei como não se pode fazer outra qualquer associação que não esta.
Sem imagem de perfil

De Mags a 28.08.2013 às 18:16

Demorei um milénio até ver o que dizem naquele tecto. Ou sou profundamente ingénua, ou profundamente inculta e/ou insensível à arte!
Sem imagem de perfil

De Owl a 28.08.2013 às 17:45

O mais assustador é que o meu quarto é como o da capa: paredes cor-de-rosa e teto branco. Nunca mais vou olhar para os cantos do meu próprio quarto da mesma forma.
Sem imagem de perfil

De João Miguel Tavares a 28.08.2013 às 17:42

Não tenho dúvida que a intenção seja essa. É por isso que as paredes são rosa e o tecto branco.
Sem imagem de perfil

De João Miguel Tavares a 28.08.2013 às 17:42

Não tenho dúvida que a intenção seja isso. É por isso que as paredes são rosa e o tecto branco.
Sem imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 28.08.2013 às 16:37

Eu precisei de reler o post para o perceber...
JMT, pelo que viu ou leu, a ideia do designer era mesmo essa? A de fazer o canto do quarto parecer as pernas e cuecas da Lolita? É que a mim, a imagem tal como está, sem essa leitura, parece adequada... No entanto, agora também eu olho para a fotografia e vejo o que não via antes!
Sem imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 28.08.2013 às 16:31

A arte pode ser perturbadora e incómoda, concordo, mas discordo que tenha de o ser!
Sem imagem de perfil

De Viajante a 28.08.2013 às 10:36

Curioso, bizarro... mas muito assertivo. Sim, a arte é isto, o incómodo e perturbador têm que lá estar.

Comentar post




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D