Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Por qué no te callas, ó Balotteli?

por João Miguel Tavares, em 30.04.13
Este é Mario Balotelli, o grande bad boy do futebol actual. Eu gosto do Balotelli: para além de ter uma história de vida especial, é grande jogador, imprevisível e bastante maluco, o que é de saudar num desporto cada vez mais feito de jogadores plastificados, que só vão às conferências de imprensa dizer que é preciso respeitar o adversário, que o mais importante é a equipa e que é preciso levantar a cabeça. Balotelli não alinha. E toda a gente (excepto os seus treinadores) adora desalinhados.



Apresentado Balotelli, importa agora apresentar a nova namorada de Balotelli, Fanny Neguesha, uma modelo belga sobre a qual ele disse: "é a primeira mulher com quem me sinto confortável". Tendo em conta que as modelos com quem ele andou davam para fazer vários desfiles da Moda Lisboa, esta pode ser entendida como uma comovente mensagem de amor.



A relação entre os dois parece, portanto, ir de vento em popa, ao ponto de ela até já partilhar momentos de grande intimidade no Instagram:


Bonito. Mas não se assustem, que este blogue não se tornou subitamente cor-de-rosa. Toda esta história tem um motivo, que são estas declarações de Mario Balotelli: "se o Real Madrid [NR: para quem não acompanha o futebol, o Real perdeu na Alemanha com o Borussia por 4-1 na primeira mão das meias finais da Liga dos Campeões] conseguir passar esta eliminatória, deixo que a minha namorada durma com todos os jogadores". Ah. Ah. Ah. (Gargalhada seca.)

Graças a esta frase tive ontem uma enérgica discussão na redacção da Time Out. A rapaziada do meu trabalho estava toda animada a comentar as declarações do jogador italiano, como quem celebra a mais recente manifestação de absurdo balotelliano. E eu, estranhamente, acabei a fazer a figura do avozinho, que é uma coisa que sempre me aflige. Se calhar sou eu que estou a ficar quadradão, mas sempre lidei mal com objectificações neanderthais de mulheres.

Se essa objectificação for voluntária, ou seja, se ela partir (livremente) do lado da mulher, eu não tenho nada contra. No meu entendimento, cada um tem o direito a fazer com o seu corpo o que bem lhe apetecer, seja prostituir-se ou fazer de bibelô em anúncios de automóveis. Se a frase do Balotelli fosse "a Fanny disse-me que estava doida por papar o plantel inteiro do Real Madrid, e eu disse-lhe que por mim tudo bem, desde que eles ganhem ao Dortmund", eu não teria nada a objectar. Era vontade da Fanny e o gang bang é uma actividade muito democrática.

O meu problema com a frase de Balotelli é que a Fanny não disse nada. E ao não dizer nada, Balotelli aparece na comunicação social a oferecer a namorada, como se ela fosse propriedade sua. Há quem ache divertido, há quem ache que é uma simples piada - mas eu, que me rio de tanta coisa, e que me honro de ser um gajo muito pouco susceptível, neste caso pendurei o meu melhor sorriso amarelo.

Rir de alguém que está a oferecer aos outros a sua mulher é sempre ficar do lado daquele marialvismo bacoco que tem dificuldade em olhar para o sexo feminino sem as lentes da subserviência. Eu escutei argumentos como "afinal, é mulher de um jogador de futebol" - e todos nós sabemos que as mulheres dos jogadores de futebol são um bando de gajas indistintas a querer dar o salto na horizontal e sempre doidas por pinar com qualquer caparro musculado, não é?

Muitas delas até podem ser. Mas isto é como Abraão a interceder por Sodoma: ainda que só haja um justo na cidade, ele não merece ser confundido com os outros. Generalizações e objectificações no que diz respeito a seres humanos são coisas mesmo muito feias. E tratar alguém como se não tivesse existência e vontade próprias dá-me cabo dos nervos. O Balotelli até pode ser o maior. Mas naquele caso foi um grande parvalhão. Ele que peça desculpa à Fanny e não volte a repetir. Ou então que ofereça o seu próprio traseiro para divertimento do balneário do Real Madrid.


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:28


18 comentários

Sem imagem de perfil

De Andreia a 01.05.2013 às 12:48

Pensei o mesmo, se quiser que se ofereça ele, mas não disse, para não ser julgada por do contra, afinal seria só uma graçola de um gajo marado, a quem tudo é permitido.
Vivemos ainda numa época em que se acha isso normal.
Não acho piada nenhuma nem a esta, nem a outras do gajo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.05.2013 às 09:36

se pudesse colocava um gosto no seu comentário :)
Susana
Sem imagem de perfil

De Viajante a 30.04.2013 às 23:15

Por acaso, se disse o que disse com convicção, o melhor mesmo era não pedir desculpa. E a Fanny que lhe dê um bem dado pontapé no traseiro e vá arranjar companheiro mais decente.
Sem imagem de perfil

De Antónia a 30.04.2013 às 23:02

Jornal britânico/alemão sensacionalista?!
Ahahahahaha não é preciso ir tão longe!!
Ahahahahahhah também somos criativos o suficiente!

Não me deve nenhum pedido desculpa João…
Que risota!!!!!!!
Sem imagem de perfil

De Infinitiva a 30.04.2013 às 16:37

Ou à namorada! ahahah
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.04.2013 às 16:10

Mas afinal quem é que está errado? É o João ou os jornais que inventam declarações? Por essa ordem de ideias nunca podíamos comentar notícia nenhuma porque pode ser inventada. Sinceramente.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.04.2013 às 14:15

Eu pedia mais depressa desculpa ao Balotteli...
Sem imagem de perfil

De André Sousa a 30.04.2013 às 12:28

João: qual foi a fonte de onde retiraste as supostas declarações do Balotteli? Foi de algum jornal britânico / alemão sensacionalista? Já pensaste que o mais comum nestes jornais é inventarem declarações? Acabas de escrever um "post" baseado em declarações que não existiram (AC Milan acaba de emitir comunicado esclarecedor). Deves um pedido de desculpa aos leitores.
Sem imagem de perfil

De Daniel Pankas a 30.04.2013 às 12:22

Estamos em sintonia ou a ficar quadradões os dois! Ontem bem cedo, tomava eu a bica matinal quando o Sr. Afonso me disse - "Amanhã, os tipos do Real vão entrar motivadíssimos!". Quando acabou de me contar a "oferta" do Balotelli, respondi: "Justo seria a namorada vir oferecer o Balotelli ao balneário todo do Dortmund"! Era de valor!
Sem imagem de perfil

De M' a 30.04.2013 às 12:14

http://www.ojogo.pt/Internacional/interior.aspx?content_id=3193089

Afinal não é bem assim...

Comentar post


Pág. 1/2




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D