Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Iuuuupi! Todos ao Pavilhão do Conhecimento!

por João Miguel Tavares, em 10.04.13
A minha amiga Catarina, que trabalha no Pavilhão do Conhecimento, enviou-me um sms a dar-me nas orelhas por causa do penúltimo post, que ela escreveu num tom dolorosamente simpático, porque se nota que estava cheia de vontade de me bater. Diz ela:

A propósito do teu post, ficas a saber que o bilhete família do Pavilhão contempla um número ilimitado de filhos. Até podem ser dez! E por isso já ganhámos um prémio da Associação de Famílias Numerosas.

E, de facto, no site pode ler-se:

Bilhete de família (até 2 adultos com filhos até 17 anos): 15 euros

Culpa minha: não só não sabia que este "com filhos" queria dizer todos os filhos, como acho que me tenho esquecido de usufruir desse bilhete sempre que lá vou. De qualquer forma, não só peço desculpa à Catarina, ao Pavilhão do Conhecimento e a todos os leitores pelo mau exemplo e pela falta de rigor (este blogue começa a ficar uma coisa séria quando até já faz desmentidos), como aconselho todas as famílias numerosas a rumarem no próximo fim-de-semana ao Parque das Nações e aproveitarem os dinossauros em low cost.

Dito isto, e com esta honrosa excepção (haverá outras, felizmente), mantenho integralmente a minha generalização: quase todos os bilhetes de família em quase todas as actividades, incluindo as de crianças, contemplam apenas dois (na loucura, três) filhos. É assim, por exemplo, nas nossas idas ao cinema ou numa actividade que iremos fazer no próximo fim-de-semana com a Natuga: o pacote família limita-se a dois adultos e a duas crianças. A partir daí é sempre a somar putos, sem quaisquer reduções.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:47


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.04.2013 às 14:33

Parabéns ao Pavilhão do Conhecimento. Deixo também a ligação para o sítio do Grand Palais e a exposição "Dynamo" - de facto, há maneiras simples, livres e menos discriminatórias de apoiar e incentivar a ida aos museus, sem pretender definir o que é uma família: http://www.grandpalais.fr/fr/evenement/dynamo
Sem imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 11.04.2013 às 14:10

Fiquei a pensar se valeria a pena responder ao seu comentário. Cheguei à conclusão que não valia a pena, mas apesar disso decidi fazê-lo.
Em primeiro lugar, é óbvio que o seu comentário diz respeito ao meu, uma vez que só eu não me mostrei totalmente "satisfeita" com o bilhete família do Pavilhão do Conhecimento. Se calhar, isso (o não estar totalmente satisfeita) acontece porque tenho uns amigos com doze filhos (sim, 12) e imagino que pagar pelas duas mais velhas (de 19 e 18 anos) à parte lhes faria diferença.
Sem imagem de perfil

De Viajante a 10.04.2013 às 19:47

O Pavilhão do Conhecimento é um exemplo de algo que funciona muito bem. Aprecio imenso o trabalho deles. Fico contente por ver que também nesta área é um exemplo...
Sem imagem de perfil

De Felizardo a 10.04.2013 às 18:16

Atenção que na Quinta da Regaleira, em Sintra, o bilhete de família também contempla 2 adultos e seus filhos, independentemente do número de filhos (visita guiada 30€ e visita auto-guiada 18€). Sendo que este bilhete de família só é aplicado quando realmente compensa, pois as crianças só pagam a partir dos 9 anos e depois há ainda outros descontos para jovens e para estudantes.
A Quinta da Regaleira é um óptimo programa de família!:-)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.04.2013 às 17:39

O que vale é que as pessoas nunca estão satisfeitas com nada. Chiça.
Sem imagem de perfil

De Jo a 10.04.2013 às 17:29

Os meus parabéns ao Pavilhão do Conhecimento por ter este bilhete, por ter tido esta preocupação!
Sem imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 10.04.2013 às 16:39

Parabéns ao Pavilhão pelo bilhete família, por comparação com outros sítios, mas não posso deixar de perguntar por que razão os filhos maiores de 18, pelo menos até aos 25 anos (idade em que teoricamente já são independentes) não estão incluídos no bilhete. É ou não é do mesmo bolso que sai o dinheiro para a entrada dos filhos menores e dos filhos maiores?

Comentar post




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D