Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





O fim de um ciclo (e o princípio de outro)

por João Miguel Tavares, em 16.09.13
Hoje é o meu primeiro dia oficial como jornalista freelancer. Por razões que não interessa estar aqui a explicar, até porque custa um bocadinho falar disso, resolvi deixar o cargo de director-adjunto da Time Out, empresa que ajudei a fundar e a trazer para Portugal em 2007. Desde que comecei a trabalhar no projecto até ao dia em que decidi sair foram mais de sete anos de muito empenho, muitas vezes nadando contra a corrente: a quantidade de gente que nos disse que a Time Out Lisboa nunca iria vingar foi bastante maior do que aquela que nos disse para seguir em frente.

Mas a verdade é que a revista se impôs, com um público fiel e um estilo muito próprio. Fomos capazes de criar uma marca de sucesso, que faz hoje semanalmente parte do mapa genético de Lisboa - mas não só: a revista também está no Porto (com periodicidade mensal), tem várias edições especiais para turistas e para miúdos, organiza umas festas de arromba, e tanto, tanto mais.

Mas, sobretudo - e é aquilo de que mais me orgulho -, conseguimos criar uma equipa coesa e muito unida, onde a amizade e a solidariedade foram frequentemente o combustível que permitiu ultrapassar o cansaço e a falta de meios. Sempre disse que essa era a parte mais fascinante de se ser uma espécie de empresário: reunimos pessoas que por causa de nós se conhecem, ficam amigas para a vida, começam a namorar, têm filhos. E depois, passados alguns anos, quando olhamos para trás, percebemos como de uma ideia muito simples - fundar a Time Out Lisboa - nasceu uma multiplicidade de ligações e de relações, que sem esse mini-Big Bang inaugural nunca teriam chegado a acontecer.

É uma maneira muito bela, e muito profunda, de tocar nas vidas dos outros. E no meio de tudo o que fica para trás, é disso que vou sentir mais falta.



Capa da primeira Time Out Miúdos, com ilustração do Bernardo Carvalho

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:24


10 comentários

Sem imagem de perfil

De ccstylebook a 23.09.2013 às 23:34

Gosto imenso da revista e gosto imenso do projecto! Já tive de vos bater à porta várias vezes (devido a questões profissionais) e fui sempre muito, mas mesmo muito bem recebida! Desejo muita energia para esta nova fase e a mesma paixão de sempre na escrita! P.s - adoro o blog!
Sem imagem de perfil

De SN a 18.09.2013 às 00:42

O melhor está para vir. Um abraço.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.09.2013 às 13:20

Obrigada!
Obrigada por estes anos de Time Out!
Obrigada pelas gargalhadas que dei aqui do meu cantinho a ouvir-te falar!
Obrigada pela calma que tiveste comigo até quando falhava!
Encontramo-nos talvez num Avante!
Sem imagem de perfil

De Entre Biberons e Batons a 16.09.2013 às 21:47

Muito, muito, sucesso nesta nova etapa :)
Sem imagem de perfil

De helena frontini a 16.09.2013 às 18:47

Nova etapa que, certamente, será mais um sucesso.
Sem imagem de perfil

De tareca a 16.09.2013 às 17:47

Sou uma das fiéis à time out e muito por ser uma fiel seguidora do que escreve e do que fala:) gostei de o ver no Liceu Pedro Nunes, gosto muito do seu humor...parece que 2013 é um ano de mudanças ou fim de ciclo para muitos...tudo de bom e cá estaremos para o continuar a seguir! um abraço muito abraçado
Sem imagem de perfil

De JPN a 16.09.2013 às 15:34

Abraço, João Miguel. A revista está aí, imposta. Ainda me lembro de como nasceu e se implantou. De fora, pela mira da banca dos jornais e revistas, o fim destes anos vejo que o balanço é muito positivo.Parabéns. :)
Sem imagem de perfil

De Caco a 16.09.2013 às 15:11

Boa sorte para esta nova etapa e muitos parabéns pelo projecto Time Out!
Sem imagem de perfil

De Luísa Pinto a 16.09.2013 às 14:44

Bem vindo ao mundo dos freelancers.
Tem os seus desafios, e tem muitas vantagens. Boa sorte, e muito sucesso.
Sem imagem de perfil

De tiago leal a 16.09.2013 às 14:35

A Time Out vai ficar mais pobre, é um facto, mas esperemos que a semente que lançaste (estou a falar da revista ;) ) perdure e floresça por muito tempo!
A ti deixo o meu obrigado por uma revista tão essencial como a Time Out!
Abraço

Comentar post




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D