Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Balotelli e Fanny

por João Miguel Tavares, em 02.05.13

O meu post sobre o senhor Balotelli deu origem a um par de comentários zangados quando o Milão (onde Balotelli joga) emitiu um comunicado a desmentir que ele algum dia tivesse oferecido a namorada para dormir com o plantel do Real Madrid caso a equipa espanhola conseguisse bater o Borussia de Dortmund. Como se sabe, o Real esteve quase, quase a tocar em peso à campainha de Fanny Neguesha, mas tristemente ficou a um golo de passar a eliminatória.

Entretanto, como Balotelli é ainda melhor a produzir notícias do que a marcar golos, a imprensa já noticiou que o namoro entre os dois acabou (aparentemente, não por causa do tal comentário, mas por causa do dedicado amor do Mario a festas berlusconianas). O jogador do Milão terá ficado inconsolável, e a única coisa que aplacou a sua dor foi a aquisição deste popó (um Ferrari F450) por 250 mil euros, mais coisa menos coisa:


Bom, convém esclarecer entretanto que tudo o que escrevi acima não o sei por me ter sido dito pelo próprio Balotelli, já que da última vez que nos encontrámos ele esqueceu-se de apontar o meu número de telemóvel. Sei-o apenas porque li nos jornais (alguns deles bastante respeitáveis). Ou seja, em relação ao leitor André Sousa, que acha que eu devo um pedido de desculpas ao Balotelli (pedido que ele aguarda, estou certo, ainda mais ansiosamente do que por Fanny), a verdade é esta: não devo desculpas nenhumas, por mais estranho que isso possa parecer.

Num espaço público livre, não é possível - nem recomendável - estabelecer uma cadeira de responsabilidade solidária entre um primeiro meio de comunicação social que erra ou mente (se por acaso neste caso tiver mentido, já que os desmentidos de um clube de futebol estão longe de ser a Sagrada Escritura) e os milhões de pessoas que comentam essa notícia em todo o mundo. Se cada um de nós tivesse de confirmar primeiro, como um fact checker profissional, a veracidade de tudo aquilo que lê para a seguir poder comentar, o mundo inteiro ficaria mudo. E essa mudez é própria das ditaduras. Não das democracias. Dizem-se asneiras de vez em quando? Sim, muitas. É o preço que se paga por esse bem altamente precioso chamado liberdade de expressão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:36


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.05.2013 às 12:19

Boa joão. Fica-te por estas mexiriquices, porque de politica e de sociedade, não vês é um canudo. Só não percebo é uma coisa: Se achas que tens piada para aparecer na tv com piadinhas(contra-poder), sobre situações, que se analisares um pouquinho mais fundo, verás que são graves que muitas familias, por que é que não fazer antes stand-up, sobre assuntos triviais.
Sem imagem de perfil

De André Sousa a 03.05.2013 às 11:29

João, apenas um reparo: não disse que devias um pedido de desculpas ao Balotelli mas sim aos leitores do blog pelo equívoco (criar um "post" a partir de notícia falsa. Aliás, sobre o rapaz há muitas). Respeito a tua opinião mas não concordo porque foi baseada em notícias divulgadas por jornais sensacionalistas com fontes duvidosas e com pouca credibilidade. Por exemplo, uma notícia que é lançada no "Crime" ou "CM", não terá a mesma credibilidade que noutro jornal mais credível. Resumindo, a minha crítica cinge-se ao facto de teres mais atenção em relação às fontes de informação das notícias seleccionadas. Um abraço!
Sem imagem de perfil

De Rui Ribeiro a 03.05.2013 às 10:02

eheheheh Ah granda João, agora sim, consegui perceber o porquê de não abordares politica no blogue.... senão só para confirmar o que escrevias..... ainda só tinhas 2 ou 3 post's !
Sem imagem de perfil

De PaulaVi a 02.05.2013 às 18:38

Pedido de desculpas?????... Bah, deixemo-nos de balelas! Estou certa de que o Balotelli nem tem dormido por ter sido alvo de tamanha campanha sensacionalista(?) à volta da sua inocente e pacata pessoa... Ele, que nem gosta de se envolver em grandes polémicas! Baaaahhhh! Duas, três vezes baaaahhhh!
Continue a escrever como escreve e a animar o cinzento dos nossos dias, João...

Comentar post




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D