Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Desanuviar

por Teresa Mendonça, em 06.06.14

Acho que este blogue precisa de desanuviar um bocadinho de tantos desenvolvimentos filosóficos sobre a paternidade. Por uns momentos, vamos a questões práticas.

 

Apresento-vos a nova tendência de brincadeira Verão 2014 na família Mendonça Tavares: brincar aos zombies.

 

  

Há uns quatro anos que, sempre que vamos a um parque, eles acabam por nos pedir para brincar aos zombies. A brincadeira começa com o pai ou a mãe a persegui-los em pose e passo de zombie, enquanto eles fogem à nossa frente em grande algazarra. Se os conseguimos agarrar passam eles a ser o zombie e assim sucessivamente.

 

Tudo começou depois de lhes termos mostrado o video clip do "Thriller", ainda o Gui era bebé, mas desde que uma amiga nossa ofereceu ao Tomás o album original em vinil, voltámos a revê-lo em família e a moda voltou para ficar.

 

Agora é vê-los a fazer de zombies a toda a hora, em casa ou na rua. Mas o Óscar vai para a Ritinha - o mini-zombie mais apetitoso de todos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:15


Chegaram as cerejas!

por Teresa Mendonça, em 26.05.14

Uma das muitas vantagens de ter família na Beira Baixa é poder contar com cerejas de alta qualidade quando chegam os meses de Maio e Junho.

 

Ontem chegou uma cestinha directamente dos Montes da Senhora - e não vai durar muito tempo.

 

Os nossos devoradores de fruta vão encarregar-se disso. A começar pela Rita, que já toma bem conta de 1/4 do cesto, como se pode verificar pelo ar de felicidade antecipada desta foto.

 

 

Cada vez que a Rita está a comer cerejas, a única palavra que lhe sai da boca é "maisss, maisss, maisss". E lá vai disto:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:05


Troca de papéis

por João Miguel Tavares, em 18.05.14

Nós temos um daqueles carrinhos de bebés muito leves e dobráveis, que utilizo frequentemente para trazer a Rita da escola, quando a Teresa está a trabalhar.

 

Mas como as pegas do carrinho são demasiado baixas para mim - o que me obriga a empurrar aquilo todo dobrado, e portanto a dar ainda mais cabo das minhas já de si depauperadas costas -, costumo pedir ao Tomás e ao Gui para serem eles a empurrar a irmã ao longo do caminho, actividade que costumam praticar com grande gosto.

 

Hoje foi a vez de a Rita retribuir a simpatia. Quando cheguei à sala de manhã, estava ela toda contente a fazer de mana grande, a empurrar o carrinho, enquanto o Gui desempenhava impecavelmente o seu papel de bebé da casa. Amor com amor se paga.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:42


Dar água às plantinhas

por Teresa Mendonça, em 14.05.14

Estou muito agradecida pelas fantásticas dicas sobre como conseguir manter variada e saudável a nossa horta vertical. Vou segui-las à risca.

 

Entretanto, a Rita já começou a dar uma ajuda. Há dias, ao pequeno-almoço, a Rita ouviu-nos falar na necessidade de dar água às plantinhas, e quando voltei a olhar para ela, estava assim:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:37


Chapéus há muitos

por João Miguel Tavares, em 18.04.14

Não sei se se recordam, mas há um ano eu postei no blogue esta foto da Ritinha, com um chapéu que o Gui lhe tinha arranjado.

 

 

Há pouco, a minha mãe (que ficou nos últimos dias com a Rita e com o Gui) enviou para a Teresa esta foto, com a seguinte mensagem: "Um modelo feito pelo Gui."

 

Diria que há aqui um padrão:

 

 

Como se vê, o Gui mantém os seus dotes de estilista e continua a insistir em adornar a cabeça da irmã. Mas claro está: quanto mais velha, maior o chapéu. É possível que em 2015 vá levar com um tampo de mesa em cima.

 

Irmã sofre.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:16


Uma bela tarde no parque da Serafina #1

por João Miguel Tavares, em 15.03.14

A Ritinha meteu-se no baloiço e já ninguém a conseguia tirar de lá.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:32


Separadas à nascença #2

por João Miguel Tavares, em 27.02.14

 

A Rita novamente zangada, desta vez não por ter ficado em casa e sem ir para a escola, mas por ter regressado da escola antes dos irmãos.

 

 

Um elefante bebé zangado, com as trombas enfiadas na lama por as coisas não lhe estarem a correr como ele queria (com um grande obrigado à Rita Sousa pelo "comportamento mamífero universal").

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:35


Separadas à nascença

por João Miguel Tavares, em 26.02.14

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:56


Como assim "não vou para a rua"?

por João Miguel Tavares, em 25.02.14

A Ritinha está um pouco adoentada e teve de ficar os últimos dois dias em casa. Não imaginam o que ela detesta ver os irmãos sair para a rua e não poder ir com eles. Ontem, mal saíram porta fora, decidiu atirar-se para o chão, muito zangada. E amuou deliciosamente: 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:25



Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D