Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Abram alas para a Ana dos Cabelos Ruivos

por Teresa Mendonça, em 23.05.14

Cá em casa todos adoramos cinema, miúdos incluídos. Desde antes dos dois anos que os introduzimos nos filmes e séries que mais admiramos e, por vontade deles, aproveitariam os fins-de-semana para ficarem agarrados a ver de enfiada todos os episódios das sequelas ou séries que mais gostam. Assim a saúde dos seus olhos (e dos seus neurónios) o permitisse.

 

Os desenhos animados não fogem à regra, e depois de lhes mostrarmos com saudosismo e admiração as séries mais emblemáticas da nossa infância, estas passaram a ser também as suas preferidas. Heidi, Conan, D'Artacão, Willy Fog, Abelha Maia, As Misteriosas Cidades de Ouro ou Tom Sawyer já foram vistas e revistas inúmeras vezes.

 

Mas há uma que, porque nunca cativou o ultra-cinéfilo da família, nunca pôde ocupar o horário nobre da exibição de conteúdos cá de casa: a Ana dos Cabelos Ruivos. Esta menina orfã - que adora dar asas à imaginação, que fica paralisada de felicidade com a beleza das pequenas coisas do mundo, que ferve em pouca água, que adora usar palavras caras, que quando um nome de uma coisa não lhe agrada se apressa a arranjar-lhe outro muito mais estimulante e que mudou a vida de dois velhos irmãos (Marília e Matias) resignados à sua existência dura e solitária - ocupa um cantinho muito especial nas minhas memórias. A Carolina também já se rendeu aos seus encantos e foi vendo os seus episódios muito espaçadamente, em momentos de distracção do papá.

 

Mas há dois dias tudo mudou. O Tiago Cavaco rendeu-se publicamente aos encantos da Ana dos Cabelos Ruivos e, por sua causa, o meu mega-cinéfilo ficou com a pulga atrás da orelha. É agora ou nunca! Já sei qual vai ser o programa especial de fim-de-semana depois das natações, audições e apresentações de livros já marcadas. 

 

Muito obrigada, Tiago!

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:54


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Marta a 28.05.2014 às 20:31

Ainda estou à espera de uma traduçãozita em Português... Faz falta à nossa literatura juvenil.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 27.08.2014 às 14:36

Olá
Eu tenho a tradução em português... mas foi a muito custo.
Sem imagem de perfil

De Célia a 13.03.2016 às 02:12

Olá, como conseguiu arranjar a tradução em Português? Eu também gostaria de tê-la. Muito obrigada.
Imagem de perfil

De Teresa Mendonça a 16.03.2016 às 07:09

Olá Célia.
Nós comprámos nos quiosques, quando a Planeta Júnior lançou a série, mas penso que já não está à venda.
Sem imagem de perfil

De Quando me encontrares a 26.05.2014 às 10:29

Nunca segui esta série de animação.
Mas adorava a série de TV "Anne of Green Gables" (https://www.youtube.com/watch?v=czJi_FpLBYY) que passou na RTP, salvo erro.
Sem imagem de perfil

De Ana Rute Cavaco a 24.05.2014 às 08:52

é a minha preferida da infância. :)
Sem imagem de perfil

De Tiago Tavares a 23.05.2014 às 16:08

Também tinha lido o post do Tiago Cavaco e fiquei cheio de vontade de rever a série, que segui religiosamente (!) no longínquo 1987. Força Teresa, aproveita o empurrão do pastor e talvez nessa maratona de Ana dos Cabelos Ruivos o cinéfilo se inspire para o há-muito-prometido post sobre fé na família (http://paisdequatro.blogs.sapo.pt/a-torre-eiffel-e-os-agrioes-224461)!
Sem imagem de perfil

De Liliana Nunes a 23.05.2014 às 16:05

Eu também adoro a Ana dos cabelos Ruivos, embora seja mais novinha... Hoje em dia não consigo achar tanta piada aos desenhos animados, tanto que nem sei os nomes pk não deixo que o meu filho os veja.
Sem imagem de perfil

De Storyteller a 23.05.2014 às 15:57

Falta a referência a essa série fundamental no crescimento de qualquer menina - Candy Candy e o terrível episódio da morte do António.
Imagem de perfil

De Teresa Mendonça a 23.05.2014 às 16:13

É verdade! Tal como o Bell e o Sebastião. Mas esses nunca os consegui arranjar em DVD.
Sem imagem de perfil

De Cecília a 23.05.2014 às 15:53

O livro, lido já em crescida, é muito bom. Vale bem a pena. ;)
Sem imagem de perfil

De Teresa Alexandre a 23.05.2014 às 15:47

Olá Teresa,

vocês têm as séries em DVD ou baixaram da internet? É que eu gostava muito de iniciar a minha filha nessas séries, em português. Mas aqui na Alemanha só consigo algumas...em alemao.
Alguém tem uma sugestao?

Beijinhos
Imagem de perfil

De Teresa Mendonça a 23.05.2014 às 16:15

Temos em DVD, mas algumas estão fora de catálogo. O João explicará tudo pormenorizadamente, tenho a certeza.
Sem imagem de perfil

De Vera a 23.05.2014 às 15:43

Eu adorava ou melhor ainda adoro a Ana dos Cabelos Ruivos. É lamentável que nenhuma editora edite a colecção de livros que narram as aventuras dela desde que vai viver com o Matias e a Marilia até ser já uma mulher casada e com filhos crescidos.

Há tb uma adaptação em filme dos Anos 80, se procurar no youtube por Anne of Green Gables encontra.
Sem imagem de perfil

De mara a 23.05.2014 às 15:40

Gosto tanto da Ana dos cabelos Ruivos!
Faz-me recuar ao tempo, em que o agora escolha, era o meu programa favorito, das tarde quentes de verão.

Comentar post


Pág. 1/2




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D