Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Aula de cinema

por João Miguel Tavares, em 02.05.14

Ontem passámos o dia fechados em casa, apesar de ser 1 de Maio e estar um dia lindíssimo. A Teresa estava a trabalhar, a Rita meio adoentada e os miúdos tinham inglês à tarde, pelo que resolvi manter-me de pijama. Mas como os queria entretidos com outras coisas que não tablets e séries televisivas parvas, decidi aproveitar para lhes dar uma aula de história de cinema, com exemplos práticos, para não aborrecer.

 

No início não foi fácil convencer a Carolina, que garantia não gostar de filmes antigos, e muito menos de filmes mudos (ela foi ao cinema ver O Artista e não apreciou lá muito). Mas depois de bastante insistência acabou por ceder, como habitualmente.

 

Fui buscar o quadro do escritório e comecei a escrever as principais datas da origem do cinema. Parti da invenção do cinematógrafo pelos irmãos Lumière, em 1895, passei para as curtas maravilhosas de George Méliès, que nos primeiros anos do século XX já estavam a encher o cinema de efeitos especiais e da imaginação mais delirante (a Carolina conhecia o Méliès por causa do filme de Scorsese A Invenção de Hugo), depois avancei para as primeiras curtas de Charlie Chaplin em 1915, e pelo caminho também lhes falei da criação da grande narrativa cinematográfica e das brilhantes técnicas de montagem de D.W. Griffith, o que incluiu o visionamento de partes do polémico Nascimento de uma Nação.

 

Parece aborrecido para miúdos tão pequenos? Não é nada aborrecido, porque há sempre coisas para ver. Na verdade, comecei ainda mais atrás do que os Lumière, porque a primeira coisa que lhes mostrei, no computador, foram as fotos revolucionárias de Eadweard Muybridge:

 

 

Depois expliquei-lhes a importância da colocação de câmara dos Lumiére no filme da chegada do comboio a La Ciotat, que implica já uma grande consciência da boa composição do plano. Segundo reza a lenda, este minúsculo filme levou a que muitos espectadores saltassem da cadeira e fugissem quando viram o comboio aproximar-se. Tivessem os irmãos Lumiére colocado a câmara de frente para a linha e para os carris, em vez de utilizarem a diagonal, e nada disso aconteceria.

 

 

Depois, claro, não poderia faltar a Viagem à Lua do Méliès, sempre uma garantia de divertimento. Com os cenários de papelão, os extraterrestres lunáticos e as explosões de enxofre. Aproveitei até para ver a versão restaurada e tintada, que tinha cá em casa mas nunca tinha posto no blu-ray (o filme foi originalmente apresentado a cores em 1902, já que toda a película - uns bons milhares de fotogramas - foi pintada à mão).

 

 

Mas, para minha grande surpresa, a estrela da sessão acabou mesmo por ser o Nascimento de uma Nação.

 

 

A Carolina, que dizia detestar filmes antigos, ficou agarrada a vários bocados da história. E o Tomás, claro, adorou as cenas de combate entre sulistas e nortistas. Expliquei-lhes o problema do enorme racismo do filme, mas a Carolina deu razão ao génio de Griffith - a questão social impressionou-a pouca perante a história de amor e a angústia dos protagonistas.

 

O sol faz muita falta. Mas a luz do cinema também aquece. Foi um 1.º de Maio cansativo, mas bastante divertido.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:42


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Regina a 05.05.2014 às 02:52

Faça uma viagem por Portugal e apresente-lhes os nossos Aurélio Paz dos Reis e Leitão de Barros, por exemplo :)
Imagem de perfil

De Teresa Power a 02.05.2014 às 17:07

Os meus Power mais crescidos iam adorar uma aula assim! Temos o quadro a giz cá em casa e o computador. Falta alguma coisa? Ah, sim, faltam vocês! Ab Teresa
Sem imagem de perfil

De Ana Rute Cavaco a 02.05.2014 às 13:29

Agenda aí uma aula para os Cavaquinhos!
Imagem de perfil

De João Miguel Tavares a 02.05.2014 às 16:35

Quando quiserem. É só marcar :-)

Comentar post




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D