Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





E assim circulou a minha manhã...

por João Miguel Tavares, em 30.10.14

Todos os anos a Teresa vai à escola dos miúdos dar uma aula sobre o corpo humano, que pelo que sei (infelizmente, sou grande e não posso assistir) é sempre um sucesso.

 

Como já terão percebido as pessoas que passam por este blogue, a Teresa quando se aplica é imparável. E quando ela se aplica imparavelmente, eu vou a reboque. As suas capacidades de persuasão, no que me dizem respeito, sempre foram muito eficazes. 

 

Por isso, no dia de hoje, e embora alegadamente nada tivesse a ver com a aula de corpo humano, eu já...

 

...acordei às seis e meia da manhã para desenhar um sistema circulatório em papel cenário, no qual os miúdos conseguissem andar...

fotografia 2 (4).JPG

fotografia (22).JPG

 ...fui à farmácia comprar um pacote de máscaras cirúrgicas...

surgical_mask.jpg

...fui ao supermercado comprar Cheerios, porque parece que depois de passados por corante ficam parecidos com glóbulos vermelhos...

cheerios.jpg

 ...e, de caminho, trouxe também umas gomas para servirem de plaquetas e uma caixa de mirtilos.

blueberry-mirtilo-1336159753401_956x500.jpg

 ...além de uns cogumelos que, à falta de melhor, poderiam fazer (pareceu-me a mim) de glóbulos brancos...

14-b-whitemushrooms.jpg

 ... depois fui ao talho, buscar a encomenda que a Teresa já tinha feito no início da semana: as entranhas de um porco, todas ligadinhas - língua, traqueia, pulmões, coração, fígado. Poupo-vos à fotografia e só espero que não haja crianças vegetarianas na turma do Tomás...

 

... regressei a casa para o inevitável apoio informático na hora de sacar e imprimir imagens...

 

... e quando pensava que poderia largar o sistema circulatório e começar a trabalhar, ainda fui informado que os cogumelos eram péssimos glóbulos brancos e tive de ir a correr comprar umas bombas de açúcar brancas a uma loja de doces...

golf-ball-candy.jpg

 

 ...quando tudo isto acabou, eram 11 da manhã, e a Teresa saiu disparada para a escola. Eu, pelo meu lado, fiquei a olhar para as paredes, mais uma vez confrontado com o velho problema de estar a trabalhar em casa e ser envolvido nos hiperbólicos planos da minha querida mulher. A consequência é esta: o trabalho propriamente dito fica sempre para trás, porque há urgentíssimas 345.726 coisas para fazer.

 

Para a excelentíssima esposa, os assuntos familares têm sempre, mas sempre, prioridade - mesmo que esses assuntos sejam uma simples aula sobre o corpo humano, que ela prepara com a devoção de uma apresentação em Oxford. Gosto tanto que ela seja assim - e lixa-me tanto ela ser assim.

 

Porque 80% daquilo que a Teresa considera ser dever familiar é, pura e simplesmente, um luxo que oferecemos a nós próprios, por termos algum tempo e algum dinheiro. Ou seja, não é, em bom rigor, dever nenhum, ao contrário do meu trabalho, que deveria ser claramente considerado prioritário - mas fazer a excelentíssima esposa aderir a esta magnífica teoria é o cabo dos trabalhos. Ando há 10 anos a tentar, sem sucesso.

 

Felizmente, a aula deve ter sido do caraças.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:10


17 comentários

Sem imagem de perfil

De pt a 04.11.2014 às 01:48

Onde posso me inscrever para a aula do próximo ano? LOL

Fiquei convicta de que se trata de um bom aprendizado. Faria-me bem aprender noções elementares novamente - há tanto que se esquece!

Deixou-me uma tremenda curiosidade essa imagem das entranhas do porco. Queria mesmo ter visto ;)
Sem imagem de perfil

De Márcia a 31.10.2014 às 23:29

- Gostaria de ter assistido.. a cara deles ao ver aquelas partes todas do porco e claro metade deve ter tentado ir la mexer ou pedir para tocar naquilo. Mas é sempre tão gratificante fazer estas actividades com crianças :D
Sem imagem de perfil

De Ana a 31.10.2014 às 16:19

Também eu gosto destes "pequenos" projetos e também gosto de me dedicar totalmente a eles. Por muito "simples" que sejam eu tento sempre transforma-los numa obra prima (às vezes não corre como planeamos). Não "incluo" o pai porque não está sempre em casa, mas, arranjo sempre uns voluntários "à força".
Sem imagem de perfil

De Joana Mendonca a 31.10.2014 às 13:40

Espectacular!!!
Sem imagem de perfil

De sara a 31.10.2014 às 12:05

sei que é um bocadinho palerma, mas este post emocionou-me. : )
Sem imagem de perfil

De Borboleta Serrana a 31.10.2014 às 10:59

Parabéns pela espectacular planificação de aula. Deve mesmo ter sido do caraças!!
Sou professora de CN , 9 ano, e todos os alunos ( mesmo os "esquisitinhos"/"enojadinhos") adoram quando levo sistemas inteiros, principalmente o cárdiorrespiratório, aula superada só por um leitão inteiro para dissecar!
Parabéns ao belíssimo trabalho de Pai e de Mãe, "profissões" não devidamente reconhecidas. ( taĺ como a de professor!)
Sem imagem de perfil

De Raquel a 30.10.2014 às 23:59

Por aqui funciona também mais ou menos assim... eu meto-me nas aventuras mas o marido é que acaba por amparar os meus apuros... Os homens são lindoS!!!!
Imagem de perfil

De Sofia a 30.10.2014 às 22:45

...e depois o nosso PM acusa os jornalistas de serem preguiçosos... Ele devia ter em conta as tarefas impostas pelas excelentíssimas esposas dos ditos jornalistas! XD
Sem imagem de perfil

De Ana Maria a 30.10.2014 às 17:02

Oh João... eu sei que sou boa mãe, e sei que o blog não revela tudo o que se passa em casa, mas queria ter mais "repentes" como os vossos e meter-me em coisas assim grandes!

E obrigada pelo "Porque 80% daquilo que a Teresa considera ser dever familiar é, pura e simplesmente, um luxo que oferecemos a nós próprios, por termos algum tempo e algum dinheiro." Mostrou - ainda que até possa não ter sido sua intenção - respeito por todos aqueles que também gostavam de se meter em coisas destas mas que, por falta de tempo ou de dinheiro, não conseguem :)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.10.2014 às 16:25

Adorei!! Muitos parabéns pelo blog, passo sempre por cá, SEMPRE!
Aqui aprendesse sempre algo.

Obrigada
Flor

Comentar post


Pág. 1/2




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D