Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Gato regressa a casa 13 anos depois

por João Miguel Tavares, em 19.06.14

Agora que estou decidido a não ter um cão, acho que vou começar a montar uma campanha pró-gato neste blogue (anteriores episódios aqui e aqui), só por prudência. Não é que eu queira ter um gato, atenção, mas pode ser politicamente avisado, caso se torne necessário encontrar uma solução de compromisso, procurar alternativas no panorama dos animais domésticos.

 

Esta história ocorrida na Austrália é deveras impressionante, e é mais um golo dos gatos no campeonato felino-canino: um impressionante gato, desaparecido em 2001, regressou a casa 13 anos depois, em desgraçadíssimo estado (mas vivo). O bicho chama-se Shelby, e a história é muito bem contada nesta reportagem de uma televisão australiana. Ora vejam:

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:47


19 comentários

Sem imagem de perfil

De forse un giorno a 22.06.2014 às 19:57

Tenho um gato e um cão e posso dizer que os gatos também são os melhores amigos do homem. E só quem nunca teve um gato diz que os cães é que são os melhores animais de estimação e blá blá blá... Quem nunca teve animais fala pelo que ouve dizer, porque caso contrário o que se diz sobre gatos seria diferente! Eu sou pelos gatos :)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.06.2014 às 19:41

Só o aconselho a não adoptar um gato, mas sim dois!
Tal como o ser humano precisa de companhia, também o gato não foge à regra. Passar o dia inteiro sozinho num apartamento pode ser muito chato.
Um tenho um gato e uma gata e fartam-se de brincar um com o outro pela casa fora.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.06.2014 às 20:47

Caro JMT:

Vejo-me na obrigação de participar nesta campanha pró-felinos. De facto, as vantagens são imensas para quem vive num apartamento, como eu. Tenho um e não me imagino viver sem a companhia de um bichano. Devo ser afortunada, pois não me estraga nada em casa. Mas verdade seja dita, há peças e materiais a evitar, nomeadamente, verga , napas e afins. E não sendo o primeiro que tenho, é engraçado ver como cada um tem a sua personalidade, que acaba por reflectir a de quem tem o prazer da sua companhia. Posso aferi-lo, pois cresci com gatos e a minha forma de tratá-los transformou-se a par do tempo. Actualmente o meu "gatarru" é sereno, mas muito miador, resultado de eu ser muito faladora, mesmo com ele e de independente não tem nada - porque eu própria sou "dependente" dele...
Permita-se e dê essa alegria aos seus filhos, de conviver com um animal que mantém o instinto dos seus "primos" na Natureza, mas que simultaneamente é dos melhores "produtos" da domesticação animal.
Sem imagem de perfil

De Marina a 19.06.2014 às 17:15

JMT conhece o Simon's cat? Se não, dê uma vista de olhos. https://www.youtube.com/user/simonscat/featured As suas crianças vão adorar.
Sem imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 19.06.2014 às 18:41

Gosto muito do "Simon's cat"!
Sem imagem de perfil

De Carla a 19.06.2014 às 11:39

Bom dia JMT eu já comentei anteriormente sobre gatos, tenho uma de 6 anos ( a Gata Pépé ) que adoro de paixão, e não trocaria por nada, mas sinto-me na obrigação e dever do o alertar para o seguinte, os gatos são de facto limpos asseados e dão muito pouco trabalho em termos de gestão de tempo, é um facto! Posto isto devo dizer que se adora muito os seus sofás, cadeiras e cortinados, deve considerar uma vez que esses serão considerados pelo seu gato como sendo propriedade dele e a menos que pretenda cometer a ATROCIDADE de magoar/aputar o seu animal de estimação retirando-lhe as unhas ( que no meu entender seria o equivalente a cortar as pontas dos dedos a si só por não gostarem do que escreve) prepare-se para ficar com o interior de tudo o que seja estofado aí em casa bem visível peço-lhe que se informe bem com algum veterinário ou com quem tenha gatos em casa sobre os danos que o gato lhe poderá causar, eu pessoalmente tenho o sofá da sala todo esfarelado e as cadeiras de jantar quase sem napa, claro que se falar de gatos que tenham acesso à rua nada disso acontece mas no caso do animal estar limitado sem acesso ao exterior deve MESMO informar-se bem antes de tomar a decisão final uma vez que me parece ( e posso estar enganada) que só está a pesar o lado positivo do gato VS cão lembre-se que toda a bela tem senão...se está convencido que será tudo de bom não conte só com o carinho e amor que receberá também receberá credito para sofás e cortinas novos numa média de 2 a 3 anos de cada vez. Boa decisão para a sua família e também para o animal eleito :-)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.06.2014 às 12:30

Compre um arranhador daqueles que vão até ao topo. Ao gatos agradecem :)
Sem imagem de perfil

De carla a 19.06.2014 às 13:24

TENHO TRÊS ARRANHADORES desde que ela foi lá pra casa, e tapetes de arranhar tambem ela gosta mesmo é do sofá e das cadeiras :-)
Sem imagem de perfil

De Maria a 19.06.2014 às 16:11

Eu coloco esta fragrância nos meus sofás e é milagroso http://eu.rituals.com/en-nl/bed-body-mist/happy-mist-6880.html#start=6
Além de ficar a cheirar muito bem, afasta os meus gatos. Como cheira a citrinos (que os gatos detestam) funciona mesmo.
Sem imagem de perfil

De Maria a 19.06.2014 às 16:20

Colocar valeriana (catnip) nos arranhadores também ajuda. Assim eles associam um cheiro bom ao arranhador e um cheiro mau aos sofás e afins.
Sem imagem de perfil

De Lara a 19.06.2014 às 15:28

Deve haver gatos e gatos e ao que vejo o meu é um santo! Só arranha o sofá, mais nada. E nem lhe corto as unhas. Só quer mimos e colo e a minha barriga para cheirar o bebé que está lá dentro e responder aos pontapés esfregando a sua patinha na minha barriga. Lindo!!
Sem imagem de perfil

De Cecília a 19.06.2014 às 11:14

Tenho dois gatos que são, no que respeita a atenção e mimo, dois cães! Até são chatos! Não sou pessoa de gatos, sou pessoa dos meus Gatos, assim com maiúscula e tudo!
Sem imagem de perfil

De Marlene a 30.08.2014 às 21:46

Olá sinto um desespero tão grande, a minha gatinha com quem já vive comigo á uns anos desapareceu esta sexta de manhã, sinto imenso a sua falta já percorri toda a area envolvente da minha casa e nem sinal dela, é uma gata de estimação era rarissimo ela ir á rua, com isto eu gostaria de saber se alguem acha que de facto ela pode mesmo voltar ao seu local de conforto ou corro mesmo o risco de nunca mais a ver?.

Marlene
Sem imagem de perfil

De Helena Santos a 19.06.2014 às 10:47

Caro JMT, só quem for ceguinho (sem ofender os cegos, é só mesmo porque nao conseguem ver) acredita nisto...a história é linda, e seria maravilhosa se o gato fosse o mesmo, mas qualquer pessoa com um olho a funcionar a 50% consegue ver que os gatos não sao iguais. Vamos por partes:
1. as manchas no nariz e na testa não têm nada a ver uma com a outra, nunca vi gatos a ficarem com pelo mais preto. As manchas do gato desaparecido são mais brancas, mais densas e maiores do que no gato aparecido, que tem uns pelos brancos no meio de pretos. Além disso a forma também é diferente...
2.As patas: as patas do gato desaparecido são branquinhas, as do gato aparecido sao amarelas (pelo menos a que aparece), mas tudo bem, admito que possa ser sujidade de 13 anos acumulada (o pobre gato nem teve tempo de se lavar, logo os gatos que são tão asseadinhos).
3. O mais gritante é que o gato desaparecido tem um lindo colar branco a toda a volta do pescoço, e o gato aparecido??? Nem por isso...a não ser que tenham levado o gato ao salão para mudar de côr, nao me parece que a história seja verdadeira... No inicio da reportagem aparece o gato ao colo da dona e vê-se perfeitamente que o gato tem uma mancha de pelo amarelo no pescoço, e nao um colar branco. Mesmo que o amarelo fosse branco muito sujo, não corresponde de todo à mancha do gato desaparecido...infelizmente.
Isto é mais um triste exemplo de quem faz tudo por uns minutos de fama...

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.06.2014 às 11:00

Bom dia!

O gato pode não ser o mesmo mas efectivamente a pelagem dos gatos muda muito ao longo da vida. Os cães ficam apenas grisalhos mas os gatos podem variar imenso a cor. Tive uma gata (já faleceu, aos 16 anos) que foi cinzenta com peito branco, cinzenta tigrada, toda cinzenta.. E não, não era sujo!
Sem imagem de perfil

De Helena Santos a 19.06.2014 às 11:13

A sério? Honestamente sempre tive gatos, (nunca nenhum durou tanto tempo, a mais velha de todos morreu com uns 12 anos) e nunca nenhum mudou de cor (talvez ligeiramente mas nunca assim tão radicalmente, mas não vou duvidar que os gatos mudam de cor, não sei o suficiente do assunto para falar sobre ele, se algum entendido nos ler, talvez possa esclarecer). De qualquer maneira continuo a não engolir a história do gato australiano...

cumprimentos
Sem imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 19.06.2014 às 13:45

Não percebo nada de pelagens de gatos, mas em relação a esta história fiquei curiosa e fui rever o vídeo. Se reparar, aos 0:33 vê-se o gato por trás, ao colo da dona, e vê-se aquilo que deve ser o tal colar branco (e parece mesmo branco, nessa imagem, não parece amarelo como nas outras).
Sem imagem de perfil

De Helena Santos a 19.06.2014 às 14:00

Sim, de facto há uma parte branca, mas continuo a achar que não é o mesmo gato...a parte branca do gato desaparecido era bastante evidente, mesmo com o gato na posição em que está na foto (com o pescoço meio "encolhido") e no gato aparecido todo o gato parece mais escuro. também acho o amarelo demasiado amarelo para ser sujidade...e as manchas do nariz e da testa, nao me convencem. De qualquer forma é só a minha opinião, pelos vistos os australianos acreditam que é o mesmo gato, senão não tinham feito disso notícia...se for, maravilha para os donos e para o gato, se não for, maravilha para os donos (porque acreditam que é, ficaram felizes na mesma) e para o gato que ganhou uma familia nova. Todos ficam a ganhar :)
Sem imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 19.06.2014 às 16:43

Concordo que todos ficaram a ganhar! :-)

Comentar post




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D