Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Mudanças no Pais de Quatro

por João Miguel Tavares, em 02.12.14

Nos últimos dias o PD4 bateu os seus recordes de visualizações, à boleia do post "Apelo aos professores por parte de um pai desesperado e farto de trabalhos manuais", que se tornou viral. Só na sexta-feira superámos as 60 mil visualizações, e ontem batemos o recorde de page views mensais, acima das 420 mil.

 

fotografia (1).PNG

 

No entanto, por manifesta incapacidade empreendedora da minha parte, nunca consegui, ao longo dos últimos dois anos, fazer do PD4 uma fonte de rendimento proporcional às visualizações que ele tem.

 

O PD4 não faz posts pagos, desde logo por eu ser jornalista e isso ser proibido pelas regras da profissão. E hoje em dia, infelizmente (digo "infelizmente" porque há com frequência uma falta de transparência associada a esse processo), o post pago é a actividade mais rentável no mundo dos blogues. 

 

A simples exploração de espaço comercial no PD4, através de MRECs e seus derivados, nunca foi um modelo que funcionasse para nós, nem na Clix, nem agora na Sapo, em boa parte porque sendo os números de publicidade inteiramente controlados pelo parceiro, a divisão de rendimentos é completamente arbitrária - no PD4 tivemos flutuações de RPM (preço pago por mil visualizações) na ordem dos 90% no espaço de um ano, o que não chega sequer a ser compreensível.

 

Ao mesmo tempo, a excelentíssima esposa nunca conseguiu dedicar ao PD4 a atenção que tínhamos inicialmente combinado, sempre por excelentíssimas razões, como é óbvio - mas isso conduziu a que eu fosse obrigado a dedicar ao blogue uma fatia de tempo muito mais significativa do que inicialmente esperava, com vista a escrever pelo menos um post por dia. Essa exigência tem, ainda por cima, vindo a aumentar, já que da última vez que a excelentíssima esposa escreveu no PD4 ainda havia dodós nas ilhas Maurícias.

 

Nesse sentido, e porque nos próximos meses vou andar bastante ocupado com um novo projecto, tenho a comunicar aos muitos milhares de leitores do PD4 esta dupla decisão:

 

1. Eu e a Teresa decidimos retirar a publicidade do blogue, que deixa de ser explorada pela Sapo, até encontrarmos um parceiro que esteja disposto a valorizar o PD4 e os seus leitores como eu e a Teresa acreditamos que merecem ser valorizados.

 

2. Eu decidi desobrigar-me de postar diariamente, o que vai, como é óbvio, diminuir a cadência de posts do PD4.

 

O Pais de Quatro não vai ser abandonado, porque ele tem sido uma fonte de inestimáveis partilhas, e toda a minha família aprendeu muito com os ensinamentos desta verdadeira comunidade que se formou em redor de um blogue que já passou a ser de muita, muita gente.

 

Além disso, sempre o encarei também como um diário da nossa vida familiar, que um dia estará à disposição da Carolina, do Tomás, do Gui e da Rita - não tenho dúvidas que, quando forem mais velhos, vão adorar ler aquilo que sobre eles escrevíamos quando eram crianças.

 

No entanto, e por um dever de honestidade para com quem nos segue já há tanto tempo, não quis deixar de informar os leitores do PD4 sobre estas mudanças, que estou certo que compreenderão. Um dos maiores orgulhos que eu tenho neste projecto é a qualidade dos leitores que ele conseguir agregar - modéstia à parte, não os encontro assim em tantos lados.

 

Discutir os assuntos da família em público é uma actividade foleira para muita gente culta e séria - mas é isso que andamos orgulhosamente a fazer por aqui há dois anos. E assim continuaremos.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:09


33 comentários

Sem imagem de perfil

De Ricardo Trindade a 03.12.2014 às 13:13

«não tenho dúvidas que, quando forem mais velhos, vão adorar ler aquilo que sobre eles escrevíamos quando eram crianças»

No dia em que lerem certos desabafos (quase todos, diria) vão queimar a biblioteca e, quando chegar o mágico dia em que o João poderá sentar-se no cadeirão a ler "Os Miseráveis" e outras obras adiáveis, já só resta a revista "Maria" :-)

Continuação de bom trabalho! ;-)
Sem imagem de perfil

De Teresa a 03.12.2014 às 10:29

"O PD4 não faz posts pagos, desde logo por eu ser jornalista e isso ser proibido pelas regras da profissão"
João, há colegas seus que não respeitam esta regra não há? Enquanto que a Ana Garcia Martins entregou a cateira de jornalista, a Sónia Morais Santos não o fez pois não? Não há ninguém que fiscalize estas coisas?
Imagem de perfil

De João Miguel Tavares a 03.12.2014 às 12:05

A Comissão da Carteira fiscaliza.
Sem imagem de perfil

De Atlantys a 03.12.2014 às 09:55

Obrigada por tudo e até breve
Sem imagem de perfil

De Vicente a 03.12.2014 às 06:29

Dr. Teresa,

Vi o post viral nas redes e explorei o blog para procastinar.
Encontrei os posts da mamã é médica. Aquele post da penetrância incompleta deixou o meu professor de Genética Molecular arrumado a um canto (e ele publica!)
Nem quero saber do tema deste post.
Onde encontro mais publicações suas?
Dá aulas? Se sim, onde?
Faz investigação? Se sim, onde?

Obrigado,
Luís Vicente
Sem imagem de perfil

De ... a 03.12.2014 às 10:24

Vicente, espero que no meio de tantos comentários a Teresa veja o seu. Também adorei esse post e sou de outra ciência (Geologia). Tenho pena que a Teresa não escreva mais vezes mas acredito mesmo que no meio de tantos filhos, casa e trabalho, prioritários face ao blog, não sobre tempo para escrever com a qualidade que ela pretende.
Quanto ao tema deste post, continuarei a passar esporadicamente como costume, vale a pena esperar pelo que é bom João, por isso não me importo :)

(p.s. A Violeta continua a pedir o "livro do pai" para ver. Agora, além de continuar a querer ver as imagens de "partiu o telemóvel", etc, também quer parar em cada início de capítulo para adivinhar qual a letra :p o seu livro é evolutivo ahahah :) )
Sem imagem de perfil

De Susana Fernandes a 02.12.2014 às 23:01

Não me admira nada, sendo o Sapo do ( antigo ) grupo PT, transparência é palavrão. Perdoem-me a farpazinha, foi irresistível! Porque não criar um site próprio?
Imagem de perfil

De João Miguel Tavares a 03.12.2014 às 12:09

Porque precisava que alguém fizesse isso e gerisse a publicidade. Eu não tenho, neste momento, tempo para me dedicar a uma coisa dessas. Era necessário encontrar um parceiro de jeito, na verdade.
Sem imagem de perfil

De espalha brasas a 02.12.2014 às 22:36

nãoooooooooooo.

a sério??!! que seca.

queremos o PD4

pá, que nóia.

mas pronto, tem de ser, tem de ser.
até já
Sem imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 02.12.2014 às 22:30

Comentário foleiro de uma leitora assídua: o João vai deixar de escrever diariamente? Mas já não o fazia há algum tempo, pelo menos aos fins de semana!

Mais a sério, não percebo as palavras de despedida de alguns leitores, nem os "choros"... O que o João escreveu não foi um "adeus", foi um "até [tão] breve [quanto possível]"!

Eu continuarei a vir aqui. Quando houver novidades, "apanho-as"!
Sem imagem de perfil

De Cabanas a 02.12.2014 às 17:54

Já estou à espera do próximo post...parabéns pelo sucesso e pelas partilhas familiares nas quais me revejo muitas vezes...
Sem imagem de perfil

De Entre Dias a 02.12.2014 às 17:39

Porque é que está toda a gente a despedir-se?? Não é uma despedida, certo? Espero mesmo que não! :(
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.12.2014 às 16:06

Obrigada pelas vossas partilhas. Vão deixar muitas saudades!!
Tudo de bom para vocês.

Até qualquer dia......


Flor

Comentar post


Pág. 1/3




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D