Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





O analfabético e a água a abismar no lavatório

por João Miguel Tavares, em 18.04.15

Fazer o trabalho de casa de Português com os putos proporciona com frequência momentos de grande galhofa, ainda que diferida - num primeiro momento desesperamos, dois dias depois gargalhamos. Os miúdos nesta idade ainda não sabem muita coisa, mas já acham que sabem, e mesmo quando não sabem estão sempre disponíveis para inventar.

 

Regra geral, eles têm a auto-estima muito lá em cima, e adoram atirar à cara dos irmãos os alegados conhecimentos que já possuem e os outros ainda não. A Carolina adora dizer ao Tomás "o queeê?, não sabes isto?!?". O Tomás adora dizer ao Gui "o queeê?, não sabes isto?!?". E o pobre do Gui, regra geral, não tem ninguém para dizer coisa alguma, porque a Rita ainda é muito pequena para entrar em competições de cultura geral. 

 

Mas o mais divertido é quando os mini-detentores de tão grande sapiência cometem vistosas argoladas. Ainda há dias, o Tomás, que é um barra a cálculo mental e tem um daqueles tiques obsessivo-compulsivos que o levam a querer saber as capitais e as bandeiras e o número de habitantes e os principais monumentos e o tempo que demoraram a ser construídos de todos os países do planeta Terra, estava envolvido numa discordância pouco fraterna com o Gui. Ao querer mais uma vez envergonhar o pobre rapaz, virou-se para ele e disse, em tom de denúncia triunfante:

 

"És mesmo analfabético!"

 

O que a gente se riu. "Analfabético" é uma palavra maravilhosa, que utilizada neste contexto (ela existe, de facto, mas para designar línguas que não possuem alfabeto) encerra em si a própria ignorância que pretende denunciar. É uma auto-contradição, um oximoro numa só palavra, que dispensa qualquer argumentação adicional. Cá se fazem, cá se pagam: agora, de cada vez que o Tomás se arma aos cucos (o que acontece com alguma frequência), leva logo com o analfabético em cima, para baixar a crista.

 

Mas o uso criativo da língua portuguesa é uma constante, e só tenho pena de não conseguir registar no PD4 todos os delírios semânticos produzidos numa família de seis, com elevado número de analfabéticos.

 

Ontem estava a ajudar num trabalho de casa acerca de um texto de António Torrado, no qual uma formiga muito persistente insistia em subir ao cimo da Torre dos Clérigos, e houve mais jocosidade da melhor.

 

Um dos exercícios consistia em apontar as palavras do texto desconhecidas do senhor aluno, apontar o que ele achava que elas queriam dizer, ir ao dicionário verificar o que elas efectivamente significavam, e depois escrever uma nova frase onde essa palavra era aplicada. Um bom exercício, sem dúvida.

 

Eis uma das palavras desconhecidas do senhor aluno:

 

"abismar",

 

retirada da seguinte frase de António Torrado: "[A formiga] foi por ali acima numa correria de abismar”.

 

O senhor aluno achou que "abismar" significava "rápido", mas depois encontrou no dicionário esta definição: "lançar em abismo". Esqueceu-se, claro, que uma palavra pode ter mais do que um significado, e ignorou olimpicamente a alternativa "causar espanto", que vinha na linha seguinte da entrada de "abismar".

 

E munido dessa definição, o senhor aluno escreveu então uma nova frase:

 

“Eu vou meter a água no lavatório para abismar.”

 

E é extraordinário verificar como a ignorância, devidamente vitaminada, se torna quase poética. Bem vistas as coisas, talvez o poeta seja uma espécie de analfabético, que decide sabotar a língua depois de a conhecer muito bem. Claro que cá em casa só tenho analfabéticos que sabotam a língua porque a conhecem muito mal. Mas por vezes fazem-no com tanta criatividade que talvez um dia cheguem lá.

stock-footage-bathroom-sink-with-running-water-p-f

 Água a abismar no lavatório

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:54


15 comentários

Sem imagem de perfil

De Raquel a 20.04.2015 às 00:25

De analfabético nada tem o Tomás. Sempre simpático o moço... Boas leituras.

Comentar post




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D