Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





O tabu da amamentação

por João Miguel Tavares, em 17.11.14

Os Estados Unidos são aquele país onde tudo se discute, e sempre de modo mais fervoroso do que em qualquer outro lado. Donde, a questão da amamentação é naturalmente um enérgico campo de batalha. E a luta é não só pelos benefícios (indiscutíveis) do aleitamento materno, mas também pela visibilidade da amamentação - um tema sempre sensível.

 

A actriz Alyssa Milano teve a sua primeira filha em Setembro e tem partilhado fotos desses momentos no Instagram. Numa das mais recentes partilhas, colocou fotos suas a dar de mamar ao bebé e houve alguma reacções de pessoas que defenderam que a amamentação é um momento íntimo entre mãe e filho, que não deve ser partilhado desta maneira.

 

18741ce0-68f0-11e4-90b6-dfa1be28734c_Alyssa-Milano

 

Screen Shot 2014-10-28 at 1_18_56 PM.png

 

A resposta de Milano no Twitter teve graça:

 

Esperem! Eu não percebo. Sem desrespeito pela Kim, mas... as pessoas ficam ofendidas com a minhas selfies a amamentar e estão confortáveis com a sua (extraordinária) capa do rabo?

 

A "capa do rabo" de Kim Kardashian, como por esta altura quase todo o planeta saberá, é esta:

 

546366581225a2f9404eaee4_kim-kardashian-paper-maga

 

E, como a própria Milano admite, é um "inacreditável rabo". Eu subscrevo. Mas Alyssa tem uma certa razão: suportamos com grande tolerância imagens de uma sexualidade explosiva, e depois encolhemo-nos com vergonha perante uma mãe a amamentar um filho. Suponho que Freud deva explicar. Mas eu não conheço essa explicação.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:22


132 comentários

Sem imagem de perfil

De Eduardo a 20.07.2016 às 17:30

Eu sei que o post é antiquíssimo mas não pude deixar de achar piada ao puritanismo de plástico que para aqui vai. Mamas são mamas. Ponto final. Nada para ter vergonha. Se a isso aliarmos a vida activa da mãe dos nossos tempos que também é dona de casa e trabalhadora activa, não pode sempre concertar na perfeição a hora que o filho vai ter fome.

Já o lixo que passa nos reality shows da TVI tem audiências gigantescas e não choca ninguém.

De resto não pude deixar de notar que a grande maioria dos chocados são mulheres, muitos dos quais mães.

Viva a hipocrisia.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.11.2014 às 17:19

Ei, malta, venham de dar de mamar para o Porto. Aqui ninguém se importa e, se se importar, entra logo em diálogo e resolvem-se as coisas.
A cidade vale bem a pena. Os mouros do sul têm a mania, mas aqui é que é bom
http://online.wsj.com/articles/a-perfect-long-weekend-in-porto-1416518701
Sem imagem de perfil

De Carla Marques a 19.11.2014 às 22:12

É impressionante aquilo que faz mexer as pessoas e os comentários que este post tem. :) Caramba! Isto é mais uma não questão.
Incomoda-me tanto uma mulher mostrar as mamas numa revista como uma mulher arejar as mamas depois de alimentar o filho, isto é: nada. É que nem me passa pela mente uma sombra de opinião negativa ou positiva a esse respeito.
Mas como é que tanta gente se incomoda com isso? Mas o que vos pode importar se alguém está com as mamas ao léu? Que sentimento mais "da idade das trevas"! Quem não aprecia não olha.
A mim incomoda-me o seguinte: o meu recibo de vencimento, a falta de respeito e consideração que as pessoas têm umas pelas outras, as indignidades diárias que alguns cometem para se sobreporem aos outros, o preconceito, o racismo, a desigualdade de oportunidades, o tachismo, a alienação com que encaramos as injustiças... Isso é que me chateia. Bastante. O que as outras mulheres fazem com as mamas? Nem por isso.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2014 às 12:49

Para quem quiser

Aventais de amamentação.
http://moldesedicasmoda.blogspot.pt/2013/11/avental-de-amamentacao.html
http://redemae.sapo.pt/avental-amamentacao/10936
https://es-la.facebook.com/pulguinhasbabystuff/posts/598909500145635
http://www.cutxiecutxie.com/#!avental-de-amamentao/c168q
http://larescriativos.com/?tag=avental-de-amamentacao
Sem imagem de perfil

De anónima a 18.11.2014 às 11:06

Infelizmente apenas amamentei o meu filho durante 1 mês e sempre com ajuda de bomba e suplementos. Considero o acto de amamentar perfeitamente natural e fi-lo algumas vezes em publico mas punha uma fralda de pano por cima a tapar pois tenho noção de que é uma imagem que não agrada a todos e, de certa forma, a exposição “total” também não me agrada pessoalmente.
Reconheço, no entanto, o direito das mulheres que acham que não têm de tapar acto tão natural.
Reconheço, no entanto, o direito de quem não é a favor se manifestar desde que seja dentro de DECORO e EDUCAÇÃO.
Vivemos numa sociedade que nos permite certas liberdades mas essas liberdades acabam quando começam os direitos do próximo.
Se a sra Kardashian pode mostrar o traseiro (se fosse esfregar o chão de casa e limpar o pó é que ia ver o que era bom….) e todo o seu dia a dia a milhões de pessoas através de um programa de televisão que lhe paga muitíssimo bem para isso porque não pode a sra Milano mostrar (de forma gratuita) algo de que se orgulha que é fruto de si?

Permitam-me fazer o apelo seguinte: dediquem-se a comentar tão afincadamente actos bem mais comentáveis como a violência física e psicológica contra as crianças, como a corrupção neste país, como toda a perda de valores desta sociedade que cada vez mais vive para a imagem e para o bolso.
Sem imagem de perfil

De Carla a 18.11.2014 às 10:48

Sempre me considerei uma mulher bastante descontraída, embora com a devida noção de limites (a minha liberdade termina onde começa a do próximo e obviamente vice-versa), a realidade é que quando tive a minha filha mesmo com os devidos cuidados ( fraldinha de pano a tapar o peito quando ia amamentar em publico) nunca me senti confortável e posso dizer mesmo que só amamentei em publico duas ou três vezes, não por mim digo, mas pela forma como me olhavam ficava com a sensação que estava a cometer alguma atrocidade a verdade é que deixei de o fazer rapidamente, não entendo as pessoas são capazes de ver as maiores atrocidades e fingir que não é nada com elas mas ver uma mãe a amamentar é alvo de reprovação automática.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2014 às 10:05

Não li os comentários todos e posso estar enganada em relação a alguns deles, mas o que me parece que a maior parte não (que palavra usar) "desaprova" (não é a palavra certa, eu sei, mas falha-me outra melhor) a amamentação em público.
Amamentar é natural, sim e é um acto lindo.
Agora o que não é tão natural e pode, sim, incomodar as pessoas é o facto de as mães quando se estão a preparar para amamentar, ou quando acabam andarem ali de mamas ao léu, sem qualquer pudor.
Não me dá nojo, claro que não!! (que comentários descabidos), mas que não gosto de ver não, mas não me incomoda, afinal as mamas não são minhas e cada uma faz como se sente melhor.
Já vi numa esplanada uma senhora a amamentar e tinha as duas mamas de fora. numa estava o bebé e a outra estava a fazer o quê? A apanhar ar? Depois trocou o bebé de mama e ficou a outra ali a arejar.
Já vi no meio de uma missa, levantar as camisolas até ao pescoço e dar de mamar. Se acho normal? Não, não acho. Acharia sim, se a mãe que sabe que amamenta já fosse vestida de forma a que quando o seu bebé precisasse de comer não precisasse de levantar a camisola até ao pescoço, ficando meia despida da cintura para cima.
Eu amamentei durante 15 meses, muitas vezes em público e só mostrei o necessário. Não porque o acto não fosse natural, mas porque o meu corpo não é apenas o corpo de uma mãe, é o meu corpo de mulher.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2014 às 11:08

Concordo a 100% e também acho que a maioria dos comentadores não desaprova a amamentação em público. O que muitos desaprovam e eu também são os exageros e a falta de decoro ou de pudor, como diz esta comentadora. Às vezes, parece da parte de algumas mulheres um desafio e uma ostentação. Isso é que já não é normal. Se o acto é natural e evidentemente é natural, essas atitudes é que não são naturais.
Alguns podem desaprovar a amamentação em público. Eu não e a maioria aqui parece que não. Mas pode haver naturalidade a fazer o que é natural. Acho que a questão, como em muitas outras coisas, é de educação e de civismo. Também se pode falar de civismo na preocupação em não incomodar os outros, mesmo quando estamos a alimentar com naturalidade os nosso filhos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2014 às 11:38

Estes dois comentários, refletem a minha opinião.
O ato de amamentar é natural. O que não é natural é mostrar mais do que é necessário para o fazer (os tais exemplos de se despirem todas, ou ficarem com as mamas de fora mais do que o tempo preciso) e ainda por cima achar que têm toda a legitimidade e direito porque amamentam.
Sem imagem de perfil

De Cristina a 18.11.2014 às 11:57

Não sabe se a "senhora da mama ao léu" por acaso não tinha uma candidiase nos mamilos, por exemplo, e se não poderá ter levado do médico o conselho de arejar "o tempo todo" (como a mim me foi dito), particularmente imediatamente após a amamentação... Depois poderá (ou alguém) dizer "pois, mas então podia não amamentar em público", e eu digo que nem sempre isso é possível, pura e simplesmente.

Posto isto, eu não arejei em público, e passei MESES a tratar uma infecção que se resolve bem com sol directo. E bom, a minha opinião, nesta e outras questões é que uma vez que não sabemos sempre a história toda, é melhor não julgar.

Gostava de adicionar também que amamentei muitas vezes em público (com um top de amamentação por baixo da camisola, o que faz com que a exposição seja de facto muito pouca) e nunca me senti observada nem censurada.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2014 às 14:11

Pois claro que não sei a história toda, mas sei o que vi e não gostei.
Se houver algum problema, tem de se adaptar a ele. Fica em casa, sempre que possível para arejar à vontade ou se tem de sair, poe uma fraldinha por cima que areja na mesma!
Eu tb já tive candidiases vaginais e tinha de arejar e não era por isso que andava com a dita cuja ao léu.
E também é uma coisa normal, faz parte do corpo humano!
Sem imagem de perfil

De Marisa Santos a 18.11.2014 às 14:26

Grande Resposta!
Eu sou da mesma opinião. Se tem de arejar bem pode arejar por baixo de uma fralda ou de um avental de amamentação. Chama-se "decência" ou "Bom senso" ou "ter noção de que a minha liberdade termina onde começa a dos outros"
Só tenho pena que apareça assinada como "Anónimo".
Sem imagem de perfil

De Cristina a 18.11.2014 às 20:57

Pode-se supor então que não vão à praia? É que lá há senhoras que fazem topless, pondo em causa a "liberdade" dos demais... Nao compreendo porque é que na praia não tem importância, mas para amamentar já é uma ofensa à liberdade. Pessoalmente, não acho bonito o topless, não gosto, não me agrada, então vai de lá e não faço. Daí a fazer juízos de valor acerca de quem faz vai uma distância enorme.

Eu ando a dormir pouco e acho que não fui clara: este assunto só se resolve quando amamentar em público, ficando a mama ao léu o tempo que cada uma acha que é preciso, for tão normal quanto ir à praia sem a parte de cima do bikini (ou mais, até, já que imagino que seja possível que toda esta gente ofendida com quem amamenta em público ache que toda a senhora que faça topless é uma Jezebel).

E uma candidiase vaginal resolve-se bem com um canesten (até porque a vagina é um órgão interior), mas numa mama que produz leite é um caso sério... E não, nada areja por baixo de uma fraldinha, e muito menos apanha sol.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.11.2014 às 09:30

Sorte a sua que resolve só e apenas com canesten.
Se não gosta que falem daquilo que ACHA que sabe, porque deve ter sofrido na pele, também não fale do que os outros sofrem.
Sem imagem de perfil

De madrid a 06.01.2015 às 18:08

A solução é simples: fique em casa o máximo tempo possível e assim não evitará ver a mulheres amamentar nem bebés a mamar! E mesmo assim se vir algum não faça o que muita gente "incomodada" faz que é ser incômoda e ficar parada a observar a cena em viz de olhar pra outro lado.
Sem imagem de perfil

De Sofia Lopes a 18.11.2014 às 09:27

isto é de facto de loucos. eu nunca, NUNCA pensei que houvesse gente tão doente como vejo ao longo dos comentários. gente que equipara mamar ao ato sexual; gente que equipara mamar a defecar... isto é de facto muito triste, como é possível reduzirem os bebés a tal ponto. são BEBÉS! merecem PELO MENOS o mesmo respeito que um adulto. Para mim até merecem mais, mas tal parece-me impossível de exigir em gentinha para quem um bebé não merece respeito algum, ao ponto de acharem que para COMER tenha que estar escondido.
abaixo uma mãe dizia que procurava dar de mamar em casa para evitar ferir suscetibilidades. compreendo-a, infelizmente compreendo. mas eu faço exatamente o oposto. adoro cada vez que o meu filho de 22 meses me pede para mamar quando estamos na rua. adoro dar o lanche ao meu filho no jardim, ou numa esplanada. adoro. temos que devolver ao ato de amamentar a banalização que ele merece.

"Amamentar não é uma escolha da mãe mas um direito do bebé"
Sem imagem de perfil

De anonimo a 21.11.2014 às 11:16

Pois, amamentar um filho de 22 meses na rua parece-me mais uma satisfação sua do que do seu filho....pois um bebé com 22 meses já come tudo e não precisa de ser amamentado como um recém nascido.
Sem imagem de perfil

De Sofia Lopes a 21.11.2014 às 14:46

o sr controla a vontade de comer um chocolate? e quando acabou de almoçar e vai a uma esplanada beber café mas olha para a montra dos doces e humm aquele croquete agora caía mesmo bem! mas não, não, que isto eu acabei de almoçar e não posso comer mais nada até daqui a 2 horas e 45 minutos... opah, descontraia!
Sem imagem de perfil

De anónimo a 15.11.2015 às 10:40

Vá ler as recomendações da Organização Mundial de Saúde sobre o aleitamento materno, POR FAVOR! (Até aoa 6 meses em exclusivo e até aos 24 meses, EM COMPLEMENTARIDADE com uma alimentação variada!!!!!) Vão ter uma vida e parem de criticar os outros só por vosso belo prazer!!! Get a life!!!!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.11.2014 às 15:45

Por esse andar, aos 12 anos ainda vai adorar... Olhe que não é bom para a criança uma mãe tão possessiva.
Sem imagem de perfil

De Sofia Lopes a 23.11.2014 às 13:25

É pouco provável... No ser humano o desmame natural dá-se por volta dos 6 anos. Obrigada pela preocupação, mas não me parece mesmo que aos 12 anos o meu filho ainda se interesse pelas minhas mamas ;) O mais certo é começar a interessar-se por outras coisas :)
PS: ele também dorme comigo, ligue lá para a CPLP ;)
Sem imagem de perfil

De madrid a 06.01.2015 às 18:11

Concordo plenamente, a senhora demonstra estar bem informada. Só é pena haver tanta gentinha ignorante. O seu filho tem muita sorte de a ter como mãe.
Sem imagem de perfil

De faty eilans a 18.11.2014 às 00:52

Confesso que este debate de amamentar me deixa muito frustrada. Ter um seio a mostra para dar de alimento a um filho esta longe de ser obsceno, a natureza fez-nos fisiologicamente eficientes. Infelizmente, ter um seio a mostra, e visto por uma sociedade dita evoluída como um acto sexual. Logo esteja o seio a mostra para amamentar ou por qualquer outro motivo, a interpretação do acto acaba por não ser diferenciado. Nos dias de hoje, em que uma mulher e julgada por se sentir capaz de suportar os olhares muitos indiscretos na exposição do seu corpo, aceita-se mais facilmente uma Kim "artística " que uma Alyssa "mãe que alimenta filho". No entanto, certo que aos olhos da maioria ambas acabam rotuladas com termos mt depreciativos para uma mulher...

Respeito ambas mas nunca julgarei uma mãe que alimenta um filho e que esta o partilhe numa rede social. Como mae que sou e que amamenta, luto todos os dias com o preconceito de amamentar em espaços públicos a minha filha quando ela precisa. Não exibo o meu seio por espontânea vontade mas pela necessidade básica da minha filha. Assim como não aprecio em nada os olhares que certas pessoas fazem porque viram um seio e fazem questao de ser rudes. Um seio a mostra para amamentação não e um acto sexual mt menos obsceno e/ou asco), seja ele visto ao vivo ou fotografado. Países como o Reino Unido, introduziram o Acto de Igualdade em 2010, de forma que a amamentação não seja ostracizada quando feita em publico. Acto este permitiu a defesa de uma mae que foi fotografada sem saber a amamentar na rua e publicada numa rede social com um titulo ofensivo.

Ambas Kim & Alyssa escolheram partilhar os seus corpos, ambas transmitem mensagens muito especificas (e bem diferentes) na exposição dos seus corpos e honestamente nenhuma merece criticas depreciativas. O debate acaba por mais relevo porque e entre duas figuras publicas (imagino que se fosse entre duas desconhecidas não corria tanta tinta ou tanta troca de comentarios).

O debate sobre este topico merece um pouco mais de construcao e menos julgamento moral & trocas de insultos...

(lamento a falta de acentuacao na maioria do texto, sw obsoleto).
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2014 às 02:04

:) Realmente nunca me senti mal a fazer top less na praia, mas já me senti retraida a dar de mamar na praia! E piora com o crescimento do bebé! Só posso concluir que seja o leite que incomoda o povo...
Sem imagem de perfil

De anónimo a 15.11.2015 às 10:44

Faço minhas as suas palavras...amamento a minha filha quem tem 18 meses e os olhares sao cada vez mais desagradáveis..... :-(
Sem imagem de perfil

De Ana Maria a 18.11.2014 às 00:05

"Mostrar as mamas"
Não contei, mas foi a expressao mais recorrente nesta caixa de comentários.
Mostrar as mamas.
Pah, a sério: fechem a internet por uns dias, que isto precisa de arejar.

Comentar post


Pág. 1/3




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D