Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Os Mendonça Tavares no Oeste

por João Miguel Tavares, em 07.07.14

Chegou agora a altura de explicar as nossas fotos de fim-de-semana. Quando eu e a Teresa decidimos criar o Pais de Quatro, tínhamos várias ideias magicadas que nunca se chegaram a concretizar. Originalmente, este blogue não era suposto ser dominado pelas ruminações existenciais do papá. Queríamos que ele tivesse uma dimensão forte de consumo, onde às tais ruminações se viesse juntar sugestões de roupa para putos, gadgets, alguma cultura, actividades para miúdos, escapadelas, passatempos (ainda fizemos dois ou três, no início), enfim, os temas importantes da existência misturados com assuntos mais light - no PD4, tal como na vida.

 

Mas em boa parte por causa da blogger intermitente, isso nunca veio a acontecer. E portanto sugerimos sempre menos do que gostaríamos e viajámos menos do que devíamos. Nós vamos recebendo sugestões de marcas e empresas no nosso blogue, mas não encontrámos ainda uma forma eficaz de gerir isso. Talvez um dia. Mas como o empenho de certas pessoas compensa, os vários mails do Ricardo Silva - também ele pai de quatro, e portanto há aqui uma certa solidariedade -, e a sua impecável argumentação child friendly, convenceram-nos a ir passar um fim-de-semana ao Praia d'El Rey Beach & Golf Resort.

 

O Ricardo tem uma empresa chamada West Holidays, que gere cerca de duas dezenas de apartamentos e vivendas no resort da Praia d'El Rey (mais informações através deste mail), local que eu e a Teresa já conhecíamos por termos ido algumas vezes, por razões profissionais, ao hotel Marriott. Mas nunca lá tínhamos ficado um fim-de-semana com os miúdos, nem nunca tínhamos pensado em ficar, sobretudo por causa das questões de $$$$, já que se trata de um resort de cinco estrelas e nós somos, como vocês sabem e se vê na ilustração em cima, seis alminhas. E nestas coisas de sair de casa, as famílias numerosas lixam-se à grande, como é evidente.

 

Hoje em dia, se formos para um hotel, precisamos sempre de alugar dois quartos contíguos, o que é uma pipa de massa. Na nossa última ida a Paris, acabámos por recorrer pela primeira vez à Airbnb, e acho que daqui para a frente, sempre que viajarmos para o estrangeiro, terá de ser essa a opção. Mas o problema também se coloca em Portugal: como sair de casa com quatro miúdos para um sítio fixe - e a minha definição de sítio fixe é esta: não ficar alojado num sítio pior do que aquele que tenho em casa - sem ser por preços proibitivos.

 

 A Teresa a entrar no nosso número 13

 

Ora, daquilo que é a minha experiência a viajar com os putos pelo país (e já vamos tendo alguma), a relação qualidade/preço que a West Holidays está a oferecer na Praia d'El Rey (ali entre Peniche e Óbidos) não é nada fácil de encontrar - e foi isso que, em última análise, nos fez ir lá verificar a oferta. Um T2, onde a nossa família se teria encaixado muito bem (o Ricardo, certamente para fazer charme, disponibilizou-nos um T3, mas tendo em conta que a Rita ainda dorme num berço, ficou uma cama vazia, tal como vazio ficou o sofá da sala) custa 49 euros de Outubro a Fevereiro, 60 euros de Março a Junho e em Setembro e 108 euros em Julho e Agosto. Sobretudo aqueles 60 euros na Primavera e em parte do Verão têm tudo para fazer de mim cliente num daqueles fins-de-semana em que o pessoal está desesperadamente a precisar de desanuviar, sobretudo porque estamos a falar de um local que fica a cerca de 80 quilómetros de Lisboa.

 

Os T3 já são mais caros: 98 euros na época baixa, 127 euros na época média e 150 euros na época alta. Mas lá está - no nosso apartamento cabiam perfeitamente oito pessoas, havia duas casas de banho, e portanto é ideal para partilhar com um casal de amigos. Por aquilo que me informou a sempre solícita Daniela, que nos fez o acolhimento, muitos dos T2 também têm duas casas de banho. O nosso apartamento estava equipado com leitor de DVD e aparelhagem, e a sala dava directamente para um jardim traseiro, onde existia uma grande piscina com água aquecida (não aquecida no sentido de jacuzzi, mas aquecida no sentido de tépido).

 

 A nossa sala, numa falhadíssima tentativa minha de foto de revista de decoração

 

 A parte de trás do apartamento, com três criancinhas ao fundo

 

A piscina semi-aquecida, que deu para tomar um bom banho numa fria tarde de Julho

 

Outra vantagem: existe um piquete no resort que permite resolver problemas no apartamento. À nossa chegada o esquentador estava com problemas e a água não aquecia. Já começava a imaginar um fim-de-semana de duches frios, como nos velhos parques de campismo. Mas não: foi possível substituir um sensor e o problema resolveu-se em 20 minutos.

 

Quanto ao resto, que é aquilo que os miúdos irão levar na memória - as várias actividades que se podem fazer no resort e arredores, para além do golfe proporiamente dito -, a excelentíssima esposa ficou de escrever todos os detalhes num futuro post, colocando assim fim à sua vergonhosa ausência deste blogue.

 

A única coisa que posso dizer agora é que ontem foi um daqueles dias que os Mendonça Tavares não esquecerão tão depressa. E ele foi passado aqui:

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:43


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Inês a 09.07.2014 às 00:40

Já agora deixo uma dica, este site: http://www.homeaway.pt/ tem casas para alugar para férias em todo o mundo, aos mais diversos preços. Uma boa opção para famílias numerosas =)
Sem imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 07.07.2014 às 21:38

Sou vossa leitora assídua (acho que já notaram) e assim tenciono continuar*. Mas não posso deixar de comentar que a descrição que o JMT fez dos vossos planos iniciais para o blogue parece a descrição do que se passa no blogue "E os filhos dos outros" (que até tem a parte médica, uma vez que o autor é médico)!

*O facto de eu visitar o blogue que referi muito menos do que o PD4 pôs-me a pensar que realmente prefiro o tipo de posts que aparecem aqui (exceção para os que envolvem a Miley Cyrus e afins), atualmente.
Sem imagem de perfil

De Paula a 07.07.2014 às 19:52

Nós por cá, como pais de 3, temos o mesmo problema.
Já tomei nota e acho que vamos ficar clientes.
vidademulheraos40.blogspot.com (http://vidademulheraos40.blogspot.com/).
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.07.2014 às 17:09

Ah! Nós também fomos às Berlengas com os crianços, mas no fim-de-semana anterior. O mais novo (de 3 anos) vomitou-se todo (a ele e à mãe, claro) e ambos os pais passaram o dia em ressaca de enjoo na ilha enquanto os pimpolhos andavam alegremente a brincar aos piratas. Uma experiência inesquecível!
Sem imagem de perfil

De Carlos Duarte a 07.07.2014 às 15:27

Apesar de só sermos quatro no total, o problema com férias e hóteis mantem-se. Os dois miúdos são pequenos (3 e 4) e para achar quartos familiares (ou dois quartos comunicantes) ou suites a preços aceitáveis é uma luta. Com a agravante que aqui para os pagantes (tanto pai como mãe) férias implica não andar a fazer compras ou tomar pequeno-almoço no café. Tentem arranjar quartos "familiares" em hóteis com pequeno-almoço...
Sem imagem de perfil

De ANONIMO a 08.07.2014 às 00:15

www.conventodasertahotel.pt
geral@conventodasertahotel.pt
www.facebook.com/conventodasertahotel
Aconselho a enviar e-mail a dizer a Vossa situação.
Sem imagem de perfil

De Carlos Duarte a 08.07.2014 às 09:57

Agradeço a dica, mas o panorâma "geral" (excluíndo casos específicos, como o que mencionou) continua desolador. E - pode ser só impressão minha - tem vindo a piorar, talvez porque famílias acabam, em férias mais prolongadas, por ir para a apartamentos.
Imagem de perfil

De Olívia a 07.07.2014 às 14:31

Ainda estão muito a tempo de retomar as ideias originalmente pensadas para o blogue! Afinal de contas a maioria dos leitores deve ter filhos, ou pensa vir a tê-los!
Porque com uma família com mais ou menos filhos nem sempre é fácil encontrar locais bonitos, simples e economicamente apelativos para umas férias/fins-de-semana em família :)
Sem imagem de perfil

De David Cabanas a 07.07.2014 às 11:49

também a minha família é numerosa (somos 5) e claro que me revi nas suas palavras: "as famílias numerosas lixam-se à grande, como é evidente." É super difícil encontrar estadias por esse país a fora...não conhecia a West Holidays e já estão nos meus favoritos... No meu caso aquele mítico quarto de hotel duplo deixou de ser opção. Há uns anos a grande luta era por encontrar quarto com cama de casal em vez de duas camas de solteiro...agora é procurar hotéis com suites com preços que não sejam proibitivos...não é fácil!!!

Comentar post




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D