Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Quadro canino

por João Miguel Tavares, em 14.02.14

Há dias a Carolina chamou-me à biblioteca para me mostrar a sua análise profundamente científica e detalhada do cão que nós deveríamos escolher cá para casa (posts anteriores sobre isso aqui, aqui, aqui e, finalmente, aqui).

 

Não por acaso, ganhou o "biglle", uma espécie que resulta do cruzamento de um beagle com um erro ortográfico. E digo "não por acaso" porque esse é o cão da ex-professora da Carolina, de quem ela gosta muito e que comprou um beagle quando se reformou, sobre o qual diz maravilhas.

 

Tirando uma ou outra calinada na gramática, aprecio, ainda assim, a imaginação da minha filha mais velha e o profissionalismo deste quadro. E embora não partilhe necessariamente da sua opinião sobre o "biglle", devo dizer que partilho em grande parte a sua opinião sobre o "chiuaua" (espécie que se obtém após castrar dois "h" a um chihuahua). Especialmente aquela parte de parecer "uma ratazana nua" e correr "o risco de ser esamagado pelo papá".

 

Ora apreciem:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:31


19 comentários

Sem imagem de perfil

De Jelly Pearl a 20.02.2014 às 16:05

Não tenho "biglle" mas tenho uma Beagle e em tudo concordo com a Carolina. Acrescentaria meia dúzia de coisas na mesma linha da Carolina:
-rói imenso mas depois disso põe uns olhinhos que é quase impossível discutir com ela;
-dá milhões de beijinhos ao ponto de não ser necessário gastar cotonetes nem lenços de papel porque ela cuida da nossa higiene por nós;
-querem brincar até à exaustão só que a exaustão só chega ao final de 3h (no mínimo) seguidas e mesmo quando nós já não conseguimos brincar mais, ela continua a brincar sozinha: atira a bola com o nariz, corre para ir apanha-la e traz. Às vezes opta por esconder os seus próprios brinquedos para nós irmos procura-los, só que também tem vezes que os esconde tão bem como por exemplo no tapete do hall de entrada ou em cima da minha almofada na cama...
- chora quando a deixo sozinha à noite na caminha dela mas não ladra para incomodar ninguém (nem nós, nem os vizinhos)
-rouba tudo o que for comida e estiver ao seu alcance, o que é bom para nós porque antes de nos sentarmos à mesa, já fazemos algum exercício físico correndo atrás dela.
-também rouba tudo o que for roupas interiores, principalmente aquelas que usamos no ginásio, mas é ótimo porque regularmente temos mais um buraco numas cuecas ou meias e, assim, temos que comprar roupa interior com bastante regularidade, o que nos faz estar sempre na moda e acompanhar as ultimas tendências.

Basicamente, só vejo vantagem no beagle, que deve ser mesmo parecido com a raça que a Carolina elegeu, o "biglle". ;)

A nossa enche-nos a alma e a casa. É maravilhosa!
Sem imagem de perfil

De Lurdes Romano a 15.02.2014 às 14:55

Para ajudar à festa:

1º- vantagens do Beagle- é muito meigo, faz companhia, interage com a família, é até mais inteligente do que se esperava ( estão lá para o fim da lista), asseado, brincalhão, não ladra em casa, não deixa muito pelo, pelo menos "bolas de pelo"!

2º - desvantagens- precisa de vários passeios à rua, sim, de preferência que o façam cansar, tem um ladrar característico (quase um uivo mt forte), que faz com que muitos donos de cães mudem de passeio(o que a faz chorar depois, porque só queria era chamá -lo para a brincadeira), nunca se podem soltar na rua, são muito gulosos (daí irem ao caixote da reciclagem ver se há embalagens de iogurte ou similar)( cá em casa já se arranjou maneira de o esconder), já estragou algumas coisas de valor( 2 pares de óculos desta dona, que por ver mal ao longe e bem ao pé, os deixou à mão de semear, 1 aparelho dentário partido e mais um pc ao chão.

Mas mesmo dentro das raças há personalidades diferentes, já falei com outros donos de Beagle, que referiram traços iguais e outros não!

Força no Beagle!
Sem imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 14.02.2014 às 21:57

Não sei aconselhar sobre cães, mas comento este post porque, conhecendo a ex-professora da Carolina e sendo sua amiga, já a vi partilhar muita asneira que a cadela fez - com fotografia e tudo! Não quer dizer que a professora esteja arrependida de ter a cadela, mas... nem tudo são rosas!
Sem imagem de perfil

De sol em dezembro a 14.02.2014 às 17:17

Muito bom o quadro 😃 mas sinceramente não concordo com as escolhas. O Beagle é super teimoso e ladram/uivam imenso, super irrequietos, são um pequeno terror. O Chihuahua são bons em termos de transporte, portáteis mas têm muito pouca paciência com crianças. Trabalho na área e sou adepta dos refeitos, mas a experiencia diz-me que o Golden Retriever é excelente com crianças, são muito calmos inteligentes, têm o senão de largaram algum pelo.
Sem imagem de perfil

De Inês R. a 14.02.2014 às 17:07

Vou estrear-me nos comentários deste blog, a Carolina merece! Não que os outros não mereçam, mas a forma estruturada e absolutamente deliciosa como esquematizou uma situação caseira, envolvendo e pensando em todos, derreteu-me o coração. Desde o post sobre a destruição do presépio de 2012 que vos acompanho diariamente, fui conhecer-vos à Fnac do Chiado aquando do lançamento do livro "sobre o Gui", e só tenho a dar-vos os parabéns pelos testemunhos familiares que aqui vão deixando. São uma inspiração. PS - Também sinto saudades dos post's da Mãe.
Sem imagem de perfil

De Maria Cruz a 14.02.2014 às 16:02

Tivemos um ¨biglle¨ na casa dos meus pais... ficou uma semana, era tão, tão terrível, tão pestinha que minha mãe nem nos perguntou, devolveu ao dono ( anterior) antes que ficasse louca... Depois tivemos um cocker, que foi uma doçura e nos enchia o coração de alegria... Durou muitos anos e sempre recordamos dela com muitas saudades...
Sem imagem de perfil

De JP a 14.02.2014 às 14:37

Parabéns à Carolina pela sua capacidade de análise e de esquematização de ideias. Intriga-me como terá ela chegado às percentagens mas que chegou, lá isso chegou :) Venha daí o "biglle" fax-fabôre!
Sem imagem de perfil

De Maria C. a 14.02.2014 às 14:09

A Carolina está no 4º ano, certo?
Gostei da capacidade para a estatistica - 98% / 2% - e gostei, especialmente, do "é um mau exemplo. (Mas) é um bocado fofo" (valeu-lhe os 2%...).
Entre os 2, também voto no "biglle" - tenho muito más recordações de uma "chiuaua" de uns primos, que quando nós dizíamos " a Mitzi é por..." sem acabarmos, sequer, o "...ca", ela começava a distribuir dentadas nas canelas - não suportava que lhe chamassem "porca" (que o era, porque fazia chichis em todo o lado!) e já associava o som "pó..." e até só o mover dos lábios e começava logo a tentar morder em toda a gente.
Os cocker também são muito fôfos... embora "larguem" um bocadinho de pêlo e, pelo exemplo que tive em casa, sejam dados a roer o que lhes aparece à frente - desde portas a batons... por outro lado, não tenho ideia que ladre muito - o "contra" apontado pela Carolina ao "biglle".
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.02.2014 às 12:44

Está decidido então. Saia um "biglle" já!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.02.2014 às 12:10

Os "biglles" são giros e tal, mas do que vejo (em casa de dois amigos) não são propriamente fáceis! Têm energia aos magotes, credo!

Se bem que se eu visse o que eu vejo em minha casa, com a minha (labrador) acho que não a escolhia. Por isso... ainda bem que não via :) Que já não me imagino sem ela.

E o que é que eu não vi? Carragadas de pelo! Pelo que dá para encher almofadas!!!! Juro que nunca imaginei! "Um cão de pelo curto não larga tanto pelo" - pensava eu, santa ignorância!

Mas, fora isso, é o meu cão de eleição mesmo!

Tanta coisa para dizer que só quanto os temos em casa é que nos apercebemos de certos "defeitos" (palavra forte demais), mas depois como são nossos... nada importa!

Comentar post


Pág. 1/2




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D