Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Quantas vezes por semana devemos dar banho aos filhos?

por João Miguel Tavares, em 04.03.15

Se bem se recordam, em Outubro do ano passado escrevi um post no PD4 sobre o número de vezes que devemos dar banho aos filhos, que deu origem a muita controvérsia.

 

Desde então, fiquei com a ideia de ir investigar um pouco mais e averiguar qual a opinião dos especialistas portugueses acerca dos banhos diários. Acabei por decidir fazer esse trabalho para o Observador, num texto que pode ser lido aqui, e cujos resultados não são lá muito simpáticos para mim, enquanto grande praticante da lei do menor esforço - é que os quatro pediatras e dermatologistas que escutei acham mesmo que se deve tomar banho todos os dias (ou quase).

 

Um excerto só para abrir o apetite:

 

Infelizmente, aquilo que muitos americanos nos querem impingir não é, de todo, partilhado pelos dermatologistas e pediatras portugueses que o Observador se deu ao trabalho de ir ouvir.

 

A fação pró-banho diário sai vitoriosa – e por esmagadora maioria.

 

Pondo números às coisas, o Observador escutou dois pediatras e dois dermatologistas sobre o tema, e o triste resultado para os pais que trocavam alegremente a remoção de sujidade capilar pelo visionamento de uma assistência de Nani, Nico Gaitán ou Jackson Martínez, é este:

 

Mário Cordeiro, pediatra – dar banho todos os dias.
Maria João Paiva Lopes, dermatologista – dar banho todos os dias.
José Campos Lopes, dermatologista – dar banho todos os dias “não se desaconselha”.
Hugo Rodrigues, pediatra – em bebés, dar banhos em dias alternados, mas se ele gostar “pode dar mais vezes”.

 

O resto aqui.

 

bekah-in-the-tub.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:47


22 comentários

Sem imagem de perfil

De José Sizenando Cunha a 12.08.2015 às 13:23

Olá
Para aumentar a amostra, sou Pediatra e sou Pai de 4: lá em casa tomam banho quando precisarem. Depois se a logistica permitir pode ser mais frequentemente: e então haver o investimento na autonomia, organização, tempo de diversao com os irmãos, etc.
Vamos lá ver: a flora cutanea tambem faz parte do nosso corpo e a interação com a barreira pele desenvolve o nosso sistema imunológico num sentido de combater infecçoes/ bacterias. A teoria da higiene (excesso de) diz que se não houver esta interação o sistema imune orienta-se para as alergias e auto-imunidade. Portanto um pouco de sujidade na pele pode fazer bem. Claro que não estou a falar daquelas diarreias que sobem pelas costas, nem do sarro e do chulé depois do futebol!
Sem imagem de perfil

De joana a 24.03.2015 às 21:00

Tenho saudades vossas. Voltem mais vezes...
Sem imagem de perfil

De naosei a 14.03.2015 às 17:55

wow this is great I received a IMVU credits code and surprisingly it worked! You get it completely free from http://linkshrink.org/Free-IMVU-Credits
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.03.2015 às 12:06

Por aqui não há regras definidas.
No verão é banho sempre e mais alguns, se possível!
De inverno nem sempre acho necessário. Há dias que está tanto, mas tanto frio que nem transpiramos. Lavando, pés, mãos, cara, axilas e partes baixas ficamos bem!
Sem imagem de perfil

De Susana V. a 10.03.2015 às 17:29

Olá,

E porque será que os especialistas (pediatras/dermatologistas) defendem coisas diferentes dependendo do país em que vivem?
Ou há um grupo desactualizado, ou então os argumentos não são lá muito científicos.

Não consigo perceber a obsessão de perguntar as coisas mais básicas da vida familiar aos especialistas...

O meu tempo em família melhorou muitíssimo quando me deixei da ditadura dos banhos diários às crianças... Ou melhor quando me deixei de ditaduras dos especialistas.

A lei do menor esforço está baseada em princípios físicos robustos e comprovados.

:-)

Cumprimentos,

Susana V.
Sem imagem de perfil

De Joana a 11.03.2015 às 16:22

Bem dito!
Sem imagem de perfil

De Cristina a 12.03.2015 às 13:06

Também gostava que a pergunta tivesse incluído um "porquê", já que assim soa simplesmente a repetição de norma cultural sem mais nada... Mas concordo muito com a Susana, não compreendo esta coisa de se ir perguntar a médicos coisas tão básicas da vida familiar. Acho que também é cultural, no entanto, uma vez que vivo num país onde as crianças vão ao médico quando estão doentes e não por calendarização (no primeiro ano de vida são seguidos por uma enfermeira que nos primeiros meses vai a casa, e que os pesa e mede, aconselha se lhe forem postas questões), e os pais convivem bem com a tomada de decisões que vem com a parentalidade. Eu hoje em dia acho mesmo mesmo muito estranho ouvir os meus amigos portugueses dizerem que não fazem isto ou aquilo porque "foi o que o pediatra disse", assim sem se perguntarem minimamente se terá razão de ser. Já na gravidez era a mesma coisa, tudo a afogar as saladas em Amukina vá-se lá saber para quê...
Imagem de perfil

De doinconformismo a 13.03.2015 às 13:04

Não podia concordar mais, lava-se quando é preciso lavar e acabou. Quem é que precisa de especialistas para estas decisões?
Sem imagem de perfil

De Carla Marques a 07.03.2015 às 20:02

Cá em casa a bebé, agora de quase um ano, toma banho à quarta e ao domingo. Está em casa e não na creche e se for necessário, da,os banho mais vezes. No verão é todos os dias. Até agora parece-nos bem assim e não vejo razão para ser diferente. Quando for para a creche e se sujar mais, daremos banho diariamente.
Sem imagem de perfil

De Paula a 05.03.2015 às 23:20

Por aqui sou adepta dos banhos diários.
Transgressões ao fim de semana se sairmos e chegarmos a casa mais tarde.
A norma é banho diário e lavagem de cabelo em dias alternados de inverno, com lavagem diária no verão e em dias de muita sudação (quase todos, excepto dias de chuva no inverno).
vidademulheraos40.blogspot.com (http://vidademulheraos40.blogspot.com/).
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.03.2015 às 17:22

Cá em casa tanto se toma banho todos os dias, como dia sim, dia não, como mais que um por dia.
Depende. Depende do calor, das atividades praticadas, do tempo ou da falta dele.
Os cabelos (meus e da filha) não lavo todos os dias, mesmo que tome banho todos os dias. Não tanto porque pode fazer mal, não sei se faz ou não, mas porque lavar e secar estes cabelões é dose!
No verão o da miuda é lavado todos os dias, porque depois seca ao ar, já o meu que tem de ser seco e arranjado a secador, não lavo todos os dias!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.03.2015 às 11:40

Por aqui é igual.
Não há regras rigorosas. De verão são, pelo menos, dois banhos diários, cabelo incluído, nos miudos e marido.
Eu, com um cabelo que demora a ser arranjado, lavo dia sim dia não, ou quando consigo aguentar dois dias, aguento, porque dá-me mesmo muito trabalho e demora imenso tempo.
Por vezes, no inverno há dias em que nãos e toma banho, pelo menos não aquele banho da cabeça aos pés. Usamos o bidé para pés e partes baixas, depois as axilas, cara e mãos e pronto.
E andamos lavadinhos e cheirosos.
A roupa é mudada todos os dias, isso para mim é que é impensável não fazer, até porque a maioria dos cheiros que muitas pessoas emanam vem da roupa e não delas próprias: roupa a cheirar a comida, a cheiras a fumo, a cheirar a humidade (é do pior), parece cão molhado :)
Sem imagem de perfil

De Joana a 05.03.2015 às 10:35

Isto é mesmo cultural, e ao mesmo tempo é uma questão de bom senso. Em Itália (que não é um dos tais países do norte da Europa de que se tem falado - com algum preconceito! - nos comentários a este e ao outro post), não há o hábito de tomar banho todos os dias, nem os adultos nem as crianças. Mas, em compensação, usam o bidé de cada vez que fazem cócó e acham uma porcaria nós não fazermos o mesmo. Por isso, de manhã, lavam as axilas e as partes baixas e já está. E com o hábito, fazem-no bastante rápido, o que para nós parece estranho, porque nos parece que lavar-nos "à gato" demora mais tempo do que um duche. Eu vivi em Itália vários anos e até casei com um italiano e nunca aderi a este hábito (continuo a tomar banho todos os dias), mas percebo que os italianos não são de todo menos asseados do que nós e faz-me impressão a quantidade de preconceito que tenho visto nesta discussão.
Sem imagem de perfil

De marta a 12.03.2015 às 13:47

"nós não fazermos" salvo seja..você não fazer!
porque eu uso e qq pessoa higienicamente sã tb usa..
Sem imagem de perfil

De Joana a 12.03.2015 às 17:27


Pelos vistos também não sou higienicamente sã, não vou ao bidé cada vez que vou à casa de banho até porque muitas das vezes é no trabalho...

Aqui usa-se uma coisa chamada papel higienico
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.03.2015 às 12:04

Considero-me uma pessoa limpa e asseada e não uso sempre o bidé depois de ir à casa de banho, até porque:
1. Nem sempre existe;
2. Quando estou fora de casa, acho pior a "emenda que o soneto";
3. Limpo-me bem e quando tomo banho trato do resto :)
Imagem de perfil

De Niki a 05.03.2015 às 09:05

Bem eu vou pela norma de banho dia sim dia não no Inverno para crianças e adultos, com a devida higiene feita (para isso é que foi inventado o bidé) e no verão sim duche rápido para todos...
E sim acredito mais que seja uma norma social do que uma obrigação médica, porque em muitos países nórdicos não se toma banho assim tantas vezes como nos países mediterrâneos e não me parece que andem mais doentes. E atenção podem não suar mas sujam-se imenso porque as crianças andam muito na rua, mesmo com frio. E também andam nas escolas em salas fechadas.

Comentar post


Pág. 1/2




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D