Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ter filhos nunca foi tão difícil

por João Miguel Tavares, em 18.03.14

O Henrique Raposo volta à carga no Expresso, com mais um texto a propósito do meu novo livro, que desta vez começa assim:

 

Existem várias razões materiais, mas a principal razão é moral. Ter filhos nunca foi tão difícil porque a minha geração não foi educada para isso. Nós tivemos uma educação que é o oposto da paternidade. Nós crescemos na premissa que a vidinha é um mero posto de abastecimento dos nossos gostos, saídas, namoradas, livros, filmes, hobbies, carros, motas, desportos, jogos de computador, viagens, ipads, iphone, itunes, as nossas ambições profissionais. Fomos educados em redor no abastecimento do eu, não fomos educados para o sacrifício, para a renúncia em prol de outra pessoa. Renunciar, aliás, é o verbo menos adaptado ao nosso tempo. Mas ser pai é isso mesmo, é renunciar a um montão de coisas, é renunciar mesmo quando essa renúncia causa desespero. Este livro também é sobre esse desespero.

 

O resto pode ser lido aqui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:04


Ser pai nunca foi tão difícil

por João Miguel Tavares, em 17.03.14

O Henrique Raposo foi o apresentador do meu último livro, e aproveitou parte dessa apresentação para escrever uma crónica para o Expresso. O texto tem o título deste post e começa assim:

 

Depois de ler este livro, reforcei duas hipóteses. Não são certezas imperais, são apenas hipóteses, ou seja, pretextos para uma conversa. A primeira aplica-se a homens e mulheres, mães e pais, e diz assim: ter filhos nunca foi tão difícil. A segunda, exclusiva dos homens, diz uma coisa parecida: ser pai nunca foi tão complicado. Hoje abordo apenas o parlapiê masculino. Ser pai nunca foi tão difícil. Porquê?

O resto pode ser lido aqui.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:55



Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D