Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A axila de Madonna #2

por João Miguel Tavares, em 26.03.14

É justo admitir que Madonna sempre teve um certo fascínio por axilas peludas. Esta foto é dos anos 80. 

 

Obviamente que a culpa é minha, mas receio bem que o post anterior sobre este tema tenha aberto a caixa de Pandora da higiene depilatória. É só mesmo para avisar que vale a pena acompanhar o que está a acontecer na caixa de comentários, aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:34


A axila de Madonna

por João Miguel Tavares, em 24.03.14

Há um par de dias Madonna colocou esta imagem no Instagram e voltou a reabrir o debate sobre a questão do pêlo no ideal de beleza feminina, acompanhando-a com a legenda "Long hair...... Don't Care!!!!!!".

 

 

Tendo em conta que a foto foi lançada numa altura em que a cantora está a lançar a sua nova linha de cosméticos, MDNA skin, há dúvidas justificadas sobre se a foto pretende tomar posição sobre um velho tema feminista ou chamar atenções sobre si. Umas deitam a língua de fora, outras não depilam as axilas.

 

A questão da liberdade versus mau gosto não tem resolução possível, e a maior parte das mulheres que conheço são as primeiras a considerar a não-depilação das axilas impensável. É algo que está instituído há demasiado tempo nos países ocidentais (sobretudo aqueles com grande percentagem de mulheres morenas) para poder ser invertido, ainda que por um sovaco tão popular quanto o de Madonna. Portanto, não acredito que ela vá instituir isto como moda.

 

A Julia Roberts atreveu-se a acenar aos seus fãs, com as axilas por depilar, durante a estreia do filme Notting Hill, em 1999, e 15 anos depois ainda se fala disso.

 

 

Mas há aqui duas questões curiosas. A primeira diz respeito à própria Madonna. Ela não é propriamente nova nestas afirmações através do pêlo. As suas famosas fotos de finais dos anos 70, princípios de 80, mostram-na com as axilas peludas, mas de uma forma bastante diferente da actual.

 

 

Ou seja, aqui ela está realmente ao natural, podendo reclamar liberdade total para a mulher. Na foto recente do Instagram, pelo contrário, os pêlos das axilas estão devidamente aparados e... pintados. Donde, é difícil ela justificar aquele "don't care" - imagino que colorir cuidadosamente o sovaco dê bastante mais trabalho do que rapá-lo. Madonna pode estar a querer lançar uma nova moda, semelhante aos cuidados que muitas mulheres têm com o desenho dos pêlos púbicos, mas o "não quero saber!" é uma grande treta.

 

A outra questão curiosa tem a ver com a natural reacção pró-pêlo de uma sociedade que é capaz de ter levado a sua paixão pela depilação longe demais. Eu não faço ideia de quem estabelece as modas ao nível do pêlo púbico (feminino e até masculino) - o cinema pornográfico?, as esteticistas?, as séries de televisão tipo Sexo e a Cidade e Dona de Casas Deseperadas? -, mas a proliferação da "brazilian wax" até a um ponto em que tudo desaparece e as mulheres ficam ali entre a boneca Barbie e o estado pré-púbere parece-me um radicalismo depilatório que haveria naturalmente de originar alguma espécie de reacção.

 

Algumas pessoas têm vindo a tomar posição contra isso, como Cameron Diaz, ao que parece muito pró-bush no seu novo livro, The Body Book (eis um artigo bastante divertido sobre o tema, aqui), e no último Dia dos Namorados uma das lojas novaiorquinas da American Apparel deu muito que falar com esta perturbante montra.

 

 

 

 

Não me parece que o florescimento capilar dos anos 70 esteja de volta, mas esta reacção contra a obsessão de querer que o corpo de um adulto fique com a textura do de uma criança parece-me saudável. Embora o statement de Madonna soe um pouco a falso, a questão que ela levanta é actual. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:31



Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D