Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A vacinação e o surto de tosse convulsa nos Estados Unidos

por João Miguel Tavares, em 18.09.14

Via Facebook, a Filipa Varela chamou-me a atenção para esta notícia do jornal Sol sobre um surto de tosse convulsa em Los Angeles e o facto de ele estar relacionado com a moda da anti-vacinação nos Estados Unidos, sobretudo entre as classes mais abastadas. Resumo:

 

É em Los Angeles que se situa o epicentro de um inédito surto de tosse convulsa que já vitimou três bebés. Pelo menos 72 casos foram acompanhados pelo Hospital Pediátrico de Los Angeles. “Tossem com tanta força que vomitam e fracturam costelas, acabando intubados e ventilados”, descreve o especialista de infecciologia da instituição, Jeffrey Bender, citado pelo Hollywood Reporter.

 

Pelo menos 8.000 casos foram diagnosticados por toda a Califórnia desde o início do ano. Desde os anos 50 que os EUA não enfrentava um surto de tosse convulsa desta dimensão, graças a décadas de vacinação. O esforço, no entanto, parece estar agora a ser revertido pela recusa dos pais em vacinarem os filhos. Também o número de casos de rubéola nos EUA se encontra no nível mais alto dos últimos 20 anos.

 

As autoridades sanitárias de Los Angeles criticam os pais que recusam vacinar os seus filhos, argumentando que não são apenas as suas crianças que ficam em perigo, mas também as dos outros pais.

 

Nestas coisas convém ter sempre algum cuidado, e fazendo uma pesquisa encontrei esta notícia no Washington Post em que um outro surto atingiu 16 crianças de Montgomery County na primeira semana de escola - só que aparentemente todas elas haviam sido vacinadas.

 

Em LA, contudo, parece que existe efectivamente aquilo a que já chamam uma "crise de vacinação". É ver aqui ou aqui.

 

O assunto não pode ser mais sério, e ele já foi abordado aqui há uns meses no PD4. Sobretudo este A Mamã É Médica da Teresa (que saudades dos tempos em que ela escrevia estas coisas...) parece-me bastante esclarecedor. Há coisas sérias com as quais não se devia brincar, atirando pela janela décadas de progresso científico.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:31



Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D