Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Ter filhos nunca foi tão difícil

por João Miguel Tavares, em 18.03.14

O Henrique Raposo volta à carga no Expresso, com mais um texto a propósito do meu novo livro, que desta vez começa assim:

 

Existem várias razões materiais, mas a principal razão é moral. Ter filhos nunca foi tão difícil porque a minha geração não foi educada para isso. Nós tivemos uma educação que é o oposto da paternidade. Nós crescemos na premissa que a vidinha é um mero posto de abastecimento dos nossos gostos, saídas, namoradas, livros, filmes, hobbies, carros, motas, desportos, jogos de computador, viagens, ipads, iphone, itunes, as nossas ambições profissionais. Fomos educados em redor no abastecimento do eu, não fomos educados para o sacrifício, para a renúncia em prol de outra pessoa. Renunciar, aliás, é o verbo menos adaptado ao nosso tempo. Mas ser pai é isso mesmo, é renunciar a um montão de coisas, é renunciar mesmo quando essa renúncia causa desespero. Este livro também é sobre esse desespero.

 

O resto pode ser lido aqui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:04


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Liane a 21.03.2014 às 15:21

Só para dizer que estou a adorar o livro :) muitos parabéns e felicidades para os 6 :)
Sem imagem de perfil

De Teresa A: a 19.03.2014 às 10:49

Tem toda a razao!
Eu, que já corri várias maratonas, sei o que ele está a dizer: durante os 42 km a gente só pensa "mas porque é que eu me meti nisto? És maluca? Doi-me tudo, nao quero mais!", mas ao mesmo tempo vamos lutando passo a passo, kilómetro a kilómetro.
Ninguém corre uma maratona a pensar nos 42 km, senao desistia-se logo! Vai-se lutando até ao próximo kilómetro, até ao próximo posto de "abastecimento", até ao km 10, até à meia-maratona e daí por diante. E quando se chega ao fim, é uma sensacao indescritível!
Ser mae é assim também: se a gente estivesse a pensar no que temos pela frente, desistia-se logo! Mas a malta vai lutando até à primeira noite em que o bébé dorme 8 horas seguidas, até ao dia em que come a primeira papa, até aos primeiros passos, etc.
E quando eles nos abracam e dizem que gostam muito de nós... é uma sensacao indescritível!
Infelizmente, por coisas da vida, só sou mae de uma. Mas tenho dois "enteados" que passam um fim de semana connosco de 15 em 15 dias e que de quem eu gosto imenso. E quando eles me dizem que gostam de mim... o meu coracao derrete!
Nao sei se ser pai é difícil. Ser mae é muito difícil e realmente nao tem nada a ver com likes e gatinhos no facebook ;-)
Mas compensa!

Comentar post




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D