Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Letras ou Ciências?

por João Miguel Tavares, em 06.03.14

E por falar em Henrique Raposo, o texto dele no Expresso online de hoje levanta questões interessantes sobre aquilo que os nossos filhos devem estudar no futuro. Para ler aqui.

 

publicado às 10:49


1 comentário

Sem imagem de perfil

De JP a 08.03.2014 às 00:02

Não concordo inteiramente com o texto do HR relativamente às escolhas que devemos permitir, ou não, aos nossos filhos, mas penso que entendo as suas premissas. Quem sou eu para proibir os meus filhos de serem professor/a, escritor/a, físico/a, jornalista, mecânico/a, cabeleireiro/a ou astronauta?

No meu tempo (concluí o 9º ano em '85, quando escolhi Ciências como a minha área de estudos) era aceite que um aluno de Humanidades (naquele tempo dizia-se "Humanísticas") não soubesse Matemática e, inversamente, que um aluno das Ciências não soubesse escrever nem tampouco compreender um texto escrito em Português. Nunca concordei com esta aceitação social das "burrices" permitidas a um e a outro.

Agora, já nos meus "40 e..." tenho a certeza que compreender e saber escrever a língua que falo é tão essencial como ter noções básicas de Matemática. Na área das Ciências Biomédicas sempre tive de compreender e de me fazer compreender em Português e não creio que um Historiador, um Jornalista ou um Sociólogo não tenha de fazer contas à vida - todos temos de o fazer. Não digo entrar no exagero (como eu faço... lol) de ter um dashboard do orçamento doméstico com alertas e etc. e tal, mas a Matemática é imprescindível a cada um de nós. Quanto mais não seja para nos ajudar a diminuir a iliteracia financeira que reina e que colocou tantas famílias em situações muito complicadas.

Concordo plenamente com a Maria C. (a 06.03.2014 às 16:12) que defende que devemos deixar os nossos filhos seguir os seus sonhos mas temos de garantir que eles têm os instrumentos que hoje são imprescindíveis para conseguirem viver na sociedade de hoje e a defenderem-se o melhor que conseguirem da economia que impregna as nossas vidas - isto implica saber escrever, ler e interpretar textos escritos em Português e saber Matemática.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D