Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





O tabu da amamentação

por João Miguel Tavares, em 17.11.14

Os Estados Unidos são aquele país onde tudo se discute, e sempre de modo mais fervoroso do que em qualquer outro lado. Donde, a questão da amamentação é naturalmente um enérgico campo de batalha. E a luta é não só pelos benefícios (indiscutíveis) do aleitamento materno, mas também pela visibilidade da amamentação - um tema sempre sensível.

 

A actriz Alyssa Milano teve a sua primeira filha em Setembro e tem partilhado fotos desses momentos no Instagram. Numa das mais recentes partilhas, colocou fotos suas a dar de mamar ao bebé e houve alguma reacções de pessoas que defenderam que a amamentação é um momento íntimo entre mãe e filho, que não deve ser partilhado desta maneira.

 

18741ce0-68f0-11e4-90b6-dfa1be28734c_Alyssa-Milano

 

Screen Shot 2014-10-28 at 1_18_56 PM.png

 

A resposta de Milano no Twitter teve graça:

 

Esperem! Eu não percebo. Sem desrespeito pela Kim, mas... as pessoas ficam ofendidas com a minhas selfies a amamentar e estão confortáveis com a sua (extraordinária) capa do rabo?

 

A "capa do rabo" de Kim Kardashian, como por esta altura quase todo o planeta saberá, é esta:

 

546366581225a2f9404eaee4_kim-kardashian-paper-maga

 

E, como a própria Milano admite, é um "inacreditável rabo". Eu subscrevo. Mas Alyssa tem uma certa razão: suportamos com grande tolerância imagens de uma sexualidade explosiva, e depois encolhemo-nos com vergonha perante uma mãe a amamentar um filho. Suponho que Freud deva explicar. Mas eu não conheço essa explicação.

 

publicado às 10:22


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Sofia Lopes a 18.11.2014 às 09:27

isto é de facto de loucos. eu nunca, NUNCA pensei que houvesse gente tão doente como vejo ao longo dos comentários. gente que equipara mamar ao ato sexual; gente que equipara mamar a defecar... isto é de facto muito triste, como é possível reduzirem os bebés a tal ponto. são BEBÉS! merecem PELO MENOS o mesmo respeito que um adulto. Para mim até merecem mais, mas tal parece-me impossível de exigir em gentinha para quem um bebé não merece respeito algum, ao ponto de acharem que para COMER tenha que estar escondido.
abaixo uma mãe dizia que procurava dar de mamar em casa para evitar ferir suscetibilidades. compreendo-a, infelizmente compreendo. mas eu faço exatamente o oposto. adoro cada vez que o meu filho de 22 meses me pede para mamar quando estamos na rua. adoro dar o lanche ao meu filho no jardim, ou numa esplanada. adoro. temos que devolver ao ato de amamentar a banalização que ele merece.

"Amamentar não é uma escolha da mãe mas um direito do bebé"
Sem imagem de perfil

De anonimo a 21.11.2014 às 11:16

Pois, amamentar um filho de 22 meses na rua parece-me mais uma satisfação sua do que do seu filho....pois um bebé com 22 meses já come tudo e não precisa de ser amamentado como um recém nascido.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.




Os livros do pai


Onde o pai fala de assuntos sérios



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D